Biblioteca pública terá espaço dedicado à literatura afrodescendente

Biblioteca pública terá espaço dedicado à literatura afrodescendente

Por | Edição do dia 11 de agosto de 2016
Categoria: Cultura | Tags: ,,,,


maxresdefault

Carolina Maria de Jesus é uma das maiores escritores da história do Brasil (Foto: internet)

Na próxima terça-feira (16), às 16h, o Espaço Ubuntu será lançado na Biblioteca Central Graciliano Ramos através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O local será dedicado à literatura afro, reunido livros de escritores negros e que resgatam a cultura e história afro-brasileira.

Ubuntu significa “Eu sou porque nós somos”, apresentando o sentimento de união entre os povos. Segundo a secretária Mellina Freitas, a proposta é agregar e valorizar o universo afro. “A criação de um espaço como esse só vem somar para o resgate da cultura negra. Significa, sobretudo, o enriquecimento do patrimônio cultural da Biblioteca Pública Graciliano Ramos, com a inserção do rico acervo de autores negros locais e brasileiros”, afirmou.

O espaço foi criado em parceria com o Instituto Raízes de Áfricas e é o primeiro do gênero em Alagoas. Para a presidente do Instituto, Arísia Barros, a articulação apresenta um novo ciclo para o movimento negro. “Este espaço é muito significante, nós prestigiamos a pluralidade da literatura e difundindo o universo da cultura e literatura afro-alagoana e brasileira que faz parte da nossa raiz histórica”, ressalta.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados