Banco de sangue do Hemoal está em situação crítica

Doadores devem ter entre 16 e 69 anos

Banco de sangue do Hemoal está em situação crítica

Doadores devem ter entre 16 e 69 anos

Por Redação* | Edição do dia 20 de agosto de 2021
Categoria: Saúde | Tags: ,,


Foto: Ascom Hemoal

De acordo com a Secretaria de Estado e Saúde (Sesau), o estoque do banco de sangue do Hemoal está em estado crítico. Segundo o órgão, seis das oito tipagens do hemocentro estão abaixo do nível mínimo. O balanço foi divulgado na última quinta-feira (19) e o hemocentro segue fazendo o apelo para receber novos doadores.

Na manhã de ontem (19), o Hemoal estava com apenas 126 bolsas de sangue, o que representa 42% da quantidade necessária. O mínimo seria de 300 bolsas.

Diante desta realidade, o Hemoal apela, mais uma vez, à solidariedade dos alagoanos para que se candidatem à doação de sangue. Isso porque, além de suprir a demanda transfusional dos pacientes politraumatizados, a exemplo das vítimas de acidentes de trânsito, também é necessário dispor de sangue para as cirurgias eletivas.

“Após dois meses com nosso estoque estável, voltamos a registrar baixa no número de bolsas de sangue disponíveis. Com isso, solicitamos que os doadores fidelizados, bem como, àqueles que nunca doaram sangue, mas, possuem 16 anos ou mais, compareçam às unidades do Hemoal e se candidatem à doação sanguínea”, salientou a gerente do órgão, médica Verônica Guedes.

Critérios para Doação – Além de estar usando máscara, o candidato à doação de sangue deve ter boa saúde e idade entre 16 e 69 anos. Também é necessário ter no mínimo 50 quilos e comparecer ao Hemoal portando um documento de identificação com foto.

“No caso dos voluntários que possuem menos de 18 anos, é obrigatório comparecer ao Hemoal acompanhado dos pais ou responsáveis legais. É importante ressaltar que, se o candidato comparecer ao posto de coleta sem o acompanhante legal e seus documentos, a doação de sangue não será autorizada”, enfatizou a gerente do Hemoal.

Impedimentos – De acordo com portaria do Ministério da Saúde (MS), caso o voluntário esteja infectado pelo novo coronavírus, ele fica impedido de doar sangue pelo período de 30 dias, que devem ser contados após a recuperação. Entretanto, se o voluntário teve apenas contato com uma pessoa infectada e não tenha apresentado sintomas da Covid-19, basta aguardar 14 dias.

“E os voluntários que contraíram hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas, ficam proibidos de doar sangue. E no que refere à doação de sangue feminina, é proibida, apenas, se a mulher estiver grávida ou amamentando”, informou Verônica Guedes.

Vacinas – No caso dos voluntários que tenham sido vacinados contra a Covid-19, é necessário aguardar um intervalo para doar sangue. No caso da vacina CoronaVac, a doação só deve ocorrer após 48 horas e, no caso dos imunizantes AstraZeneca, Pfizer e Janssen, o intervalo é de 7 dias.

 

Com: Sesau

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados