Bancários fazem greve nacional a partir desta terça-feira (6)

Bancários fazem greve nacional a partir desta terça-feira (6)

Por | Edição do dia 5 de setembro de 2016
Categoria: Brasil, Notícias | Tags: ,,,


Quem tiver algum problema para resolver diretamente no banco, como descontar cheque, abrir conta, sacar dinheiro direto no caixa, negociar dívida ou fazer um empréstimo, precisa se apressar. É que os bancários deflagraram greve por tempo indeterminado. A paralisação começa nesta terça-feira (6), e somente os serviços de caixa eletrônico, internet banking, mobile banking e de telefones de bancos estarão disponíveis.

Decisão foi tomada em assembleia na semana passada

Decisão foi tomada em assembleia na semana passada

“Os banqueiros não entendem outra linguagem a não ser a greve. A atitude dos bancos é desrespeitosa e oportunista. Somente nos primeiros seis meses deste ano os bancos lucraram R$29,7 bilhões e ainda tem a petulância de oferecer uma proposta da qual a categoria tenha uma perda real de 2,8%. Nossa expectativa é que a greve comece forte e se mantenha intensa até recebermos uma proposta digna de ser apreciada”, declarou o presidente do Sindicato dos bancários, Jairo França.

O tema da campanha nacional dos bancários deste ano é “Só a Luta te Garante”. Os bancários reivindicam questões como isonomia, planos de carreira, respeito à jornada de trabalho, reajuste salarial de 14,78%, que corresponde à correção da inflação (projetada em 9,31% para setembro) mais aumento real de 5%, porém a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) ofereceu apenas 6,5%, que representa perda real de 2,8% (de acordo com a inflação de 9,57%).

“Os bancários também cobram o combate às metas abusivas e ao assédio moral, melhores condições de trabalho, fim da terceirização, proteção ao emprego, vales-alimentação e refeição. Além de 14ª salário, auxílio educação, segurança com prevenção contra assaltos e sequestros e aumento de vigilantes nas agências e ampliação dos dispositivos de segurança”, assinala Jairo França.

Para se ter uma ideia da intransigência do patronado, no caso específico do Banco do Brasil, durante a rodada de negociações ocorrida na semana passada em São Paulo, os representantes afirmaram que não farão a contratação dos concursados, nem mesmo para a reposição das vagas em aberto hoje e ainda negaram os 15 minutos de intervalo para as mulheres.

Expediente interno

As agências dos bancos públicos, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, e privados, como Bradesco, Itaú, Santander e HSBC devem manter 30% de atendimento (como determina a lei), mas, na prática, como nas greves anteriores, este expediente é mais interno, ou seja, buscar atendimento nas agências é algo inviável.

De acordo com o Banco do Brasil, quem tiver urgência em abrir conta corrente durante a greve, pode procurar uma agência dos Correios credenciada, de preferência as agências da Rua João Pessoa (Antiga Rua do Sol), no Centro, ou na Rua Sá e Albuquerque, Jaraguá, com originais e cópias do comprovante de residência, CPF e carteira de identidade.

É que os Correios possuem uma parceria com o Banco do Brasil e oferecem o serviço de Banco Postal, muito utilizado nas cidades do interior, onde não há agências bancárias, servindo como um correspondente bancário. Num caso de paralisação dos serviços dos bancários, acaba virando alternativa para a abertura de contas correntes.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados