Balanço: Hospital do Agreste atendeu 50 mil pessoas neste ano

1.056 pessoas vítimas da Covid-19 foram atendidas

Balanço: Hospital do Agreste atendeu 50 mil pessoas neste ano

1.056 pessoas vítimas da Covid-19 foram atendidas

Por Assessoria | Edição do dia 31 de dezembro de 2021
Categoria: Coronavírus | Tags: ,,,


Em 2021, o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, não só manteve o conceito de excelência no atendimento a vítimas de Traumas e de Covid-19, mas ampliou os serviços de acolhimento de pacientes provenientes de 52 municípios que compõem a 2ª Macrorregião de Saúde de Alagoas. A maior instituição hospitalar pública do interior de Alagoas foi uma das escolhidas para ter uma Unidade AVC (Acidente Vascular Cerebral), para dinamizar o atendimento e colaborar com a sociedade salvando mais vidas.

Dados do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) do HE do Agreste apontam que 49.239 pessoas foram acolhidas entre os dias 01 de janeiro até o começo do plantão deste dia 30 de dezembro. O número é superior a 2020, que, entre os dias 01 de janeiro e 31 de dezembro, recebeu 47.437 pessoas.

O maior número de atendimentos foi relacionado a vítimas de acidente de trânsito, com 10.479 pessoas. Sendo que destas, 8.768 são de acidentes envolvendo motocicletas. Em relação ao geral de atendimentos, vítimas de queda própria altura foram 8.225. Quanto à principal preocupação mundial, o HE do Agreste acolheu 1.056 vítimas de Covid-19.

“Sabíamos que enfrentaríamos um ano difícil. Mas com planejamento, estudo, união e muito trabalho superamos as dificuldades. Tanto que o número de atendimentos é superior ao do ano passado. Também é preciso ressaltar quantas vidas salvas”, disse Bárbara Albuquerque, gerente-geral do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Dedicação – A maior prova da importância das equipes, desde quando o paciente chega ao hospital, é quando o mesmo paciente faz questão de retornar à unidade, já recuperado, junto com familiares, para agradecer os profissionais que colaboraram na recuperação. Os termos mais ouvidos este ano foram “anjos”, “milagre”, “gratidão”.

Marco – Em 18 de julho de 2021, o Hospital de Emergência do Agreste completou 18 anos. Um marco na estrutura da saúde no interior de Alagoas, e que ajudou a impulsionar e melhorar cada vez mais o atendimento aos moradores de mais da metade do estado. O hospital comemora pessoas salvas, vidas que retornaram ao seio familiar, fosse por causa de Trauma, fosse por Covid-19.

Em 2021, o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, não só manteve o conceito de excelência no atendimento a vítimas de Traumas e de Covid-19, mas ampliou os serviços de acolhimento de pacientes provenientes de 52 municípios que compõem a 2ª Macrorregião de Saúde de Alagoas. A maior instituição hospitalar pública do interior de Alagoas foi uma das escolhidas para ter uma Unidade AVC (Acidente Vascular Cerebral), para dinamizar o atendimento e colaborar com a sociedade salvando mais vidas.

Dados do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) do HE do Agreste apontam que 49.239 pessoas foram acolhidas entre os dias 01 de janeiro até o começo do plantão deste dia 30 de dezembro. O número é superior a 2020, que, entre os dias 01 de janeiro e 31 de dezembro, recebeu 47.437 pessoas.

O maior número de atendimentos foi relacionado a vítimas de acidente de trânsito, com 10.479 pessoas. Sendo que destas, 8.768 são de acidentes envolvendo motocicletas. Em relação ao geral de atendimentos, vítimas de queda própria altura foram 8.225. Quanto à principal preocupação mundial, o HE do Agreste acolheu 1.056 vítimas de Covid-19.

“Sabíamos que enfrentaríamos um ano difícil. Mas com planejamento, estudo, união e muito trabalho superamos as dificuldades. Tanto que o número de atendimentos é superior ao do ano passado. Também é preciso ressaltar quantas vidas salvas”, disse Bárbara Albuquerque, gerente-geral do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Dedicação – A maior prova da importância das equipes, desde quando o paciente chega ao hospital, é quando o mesmo paciente faz questão de retornar à unidade, já recuperado, junto com familiares, para agradecer os profissionais que colaboraram na recuperação. Os termos mais ouvidos este ano foram “anjos”, “milagre”, “gratidão”.

Marco – Em 18 de julho de 2021, o Hospital de Emergência do Agreste completou 18 anos. Um marco na estrutura da saúde no interior de Alagoas, e que ajudou a impulsionar e melhorar cada vez mais o atendimento aos moradores de mais da metade do estado. O hospital comemora pessoas salvas, vidas que retornaram ao seio familiar, fosse por causa de Trauma, fosse por Covid-19.

Os números do Núcleo de Educação Permanente também são impressionantes. Mesmo com toda a dificuldade provocada pela pandemia da Covid-19, o NEP conseguiu capacitar mais de mil servidores, através de palestras e cursos, somente em 2021. Qualificando os profissionais, melhorando a autoestima e ampliando a capacidade de melhor atender ao público.

Inédito – Pela primeira vez na história um servidor do HE do Agreste foi congratulado com a Medalha Silvio Vianna, a mais elevada honraria dedicada ao serviço público de Alagoas. O enfermeiro Evânio Silva, sertanejo de Santana do Ipanema, emocionou a todos com sua história de vida, de superação, de vitorias e dedicação ao serviço público. Evânio representou todos os servidores do HE do Agreste, que tanto se entregam na rotina de salvar vidas.

Quando se mexe no calendário do ano, há lembranças das dificuldades em 2021, mas há também a concretização de serviços humanizados e de acolhimento aos pacientes. Certamente a memória afetiva dos profissionais do HE do Agreste terá os sorrisos e as lágrimas de felicidade de familiares e pacientes que saíam em alta médica dos dias de internação.

“Iniciamos os trabalhos de planejamento para 2022 com a intenção de continuar com o hospital organizado, equipes unidas e olhares sempre atentos para melhorias nos serviços”, afirmou a gerente-geral do HE do Agreste, Bárbara Albuquerque.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados