, Terça-Feira - 16 de Julho de 2019

 

Audiovisual maceioense: Em tempos de crise é possível investir em cultura

Erika Messias – Estagiária / 12:33 - 11/07/2019

Prefeitura anuncia que produções locais serão mais valorizadas com novo edital


IMG_1351

Foto: Jessyka Soares

Durante coletiva realizada nesta quinta-feira (11), o prefeito Rui Palmeira junto com vários nomes do cinema local lançou o Edital do Audiovisual Maceió 2019, no Jatiúca Hotel & Resort. A novidade mostra que em tempos de crise é possível se investir na cultura, principalmente em produções independestes. O evento também contou com a presença do cineasta alagoano, Cacá Diegues que prestigiou o incentivo a classe cinematográfica da terra.

De acordo com a Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), a capital alagoana conseguiu por meio de parceria entre a Agência Nacional de Cinema (Ancine), um total de R$ 6 milhões que serão destinados à produção local. Esse incentivo cultural foi apresentado de forma comemorativa pela prefeitura e deu esperança para novos produtores.

Para o presidente da Fmac, Vinicius Palmeira, o novo investimento reacende pensamentos para novos projetos e garante uma ampla visão do que será o audiovisual local daqui para frente. Ele também acredita que a parceria entre o poder municipal e o federal vai trazer ótimos frutos para a produção cinematográfica de Maceió.

IMG_1342

Foto: Jessyka Soares

“Não são apenas seis milhões, é a chance do nosso povo conhecer o que a de melhor no nosso cinema. A parceria com a Agência Nacional de Cinema irá trazer uma renovação na produção de cinema local, o cineasta maceioense vai poder de fato construir seu trabalho e ter plena certeza de que o município irá motiva-lo”, diz Vinicius Palmeira.

Entre os diversos projetos que poderão participar do edital, a entidade cultural do município pretendente viabilizar custeio para: 12 curtas-metragens, três longas-metragens, três festivais nacionais de cinema, oito cineclubes e três telefilmes, além de garantir ações de capacitação voltadas ao segmento.

O cineasta Cacá Diegues parabenizou o incentivo e relembrou suas premiadas produções. Além disso, ele também aclamou a nova geração de produtores alagoanos reconhecendo que sem batalhar por espaço um no atual momento do cinema brasileiro, não seria possível mostrar o que Alagoas tem de bom no setor.

IMG_1365

Foto: Jessyka Soares

“É bom ver gente nova nesse ramo, gente que eu estou tendo o prazer de conhecer e saber que nossa terra está ganhando visibilidade nos quatro cantos do mundo. Gostaria de agradecer também ao incentivo da prefeitura, pois essa iniciativa vai ser bem vista para o futuro do cinema, não só local, mas para todo o país. Posso afirmar de coração que Alagoas é um dos maiores produtores de cinema, qualquer projeto elaborado aqui sempre será bem requisitado”, declara o cineasta, Cacá Diegues.

Ao lançar o edital, Rui Palmeira fez agradecimentos aos seus convidados e tornou a afirmar que até um fim desse mês outros editais de incentivo a cultura da capital serão lançados, além de relembrar grandes filmes de Cacá Diegues.

IMG_1374

“Esse primeiro edital é o começo para a nova era cultural de Maceió, ele é apenas uma primeira porta que estamos abrindo. O compromisso que faço dentro desses quase oito anos de gestão, é de sempre mostrar que o nosso povo tem de melhor e o Cacá sempre leva Alagoas para tela. Filmes como ‘Bye bye, Brasil’, ‘Deus é brasileiro’ e ‘Joana francesa’. Vários filmes foram rodados em Alagoas e tenho certeza de que isso vai inspirar nossos cineastas a fazerem produções de qualidade e também levarem a cultura, as belezas e o que temos de bom no nosso estado. Isso movimenta a economia criativa, já que tem dezenas de profissionais que trabalham por trás das câmeras”, destaca Rui Palmeira, prefeito de Maceió.


Comentar usando