Assinada ordem de serviço de construção da Maternidade de Risco Habitual

Orçada em R$ 24 milhões, unidade terá cerca de 11 mil m² e fará parte das unidades assistenciais geridas pela Uncisal

Assinada ordem de serviço de construção da Maternidade de Risco Habitual

Orçada em R$ 24 milhões, unidade terá cerca de 11 mil m² e fará parte das unidades assistenciais geridas pela Uncisal

Por | Edição do dia 21 de setembro de 2016
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,,,


O governador Renan Filho assinou, na manhã desta quarta-feira (21), a ordem de serviço para a construção da Maternidade de Risco Habitual, que funcionará na Avenida Comendador Leão, no bairro do Poço, em Maceió, ao lado da Maternidade Escola Santa Mônica.

O novo espaço terá cerca de 11 mil metros quadrados, distribuídos em sete andares, e fará parte das unidades assistenciais geridas pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). O local servirá como maternidade escola para estudantes da universidade.

A obra custará aproximadamente R$ 24 milhões aos cofres públicos, o que significa uma economia de cerca de R$ 4 milhões, na comparação com o valor orçado inicialmente, e o prédio deverá ser entregue à população no período estimado de dois anos.

Durante a assinatura da ordem de serviço, o professor Célio Fernando Rodrigues, que representou o reitor em exercício, professor Paulo Medeiros, destacou a importância da maternidade para a população que depende do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A nova maternidade é um legado para a nossa população, porque a saúde não espera. É uma obra importante e, como médico, sinto uma grande satisfação em acompanhar a construção de uma nova maternidade com 100 leitos. Não víamos surgir um novo hospital em Maceió há muitos anos”, disse.

Bastante emocionada, a diretora da Maternidade Escola Santa Mônica, Rita Lessa, afirmou que a obra é “um sonho sonhado há muito tempo, que se materializa”. Ela agradeceu o empenho da secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, e do governador Renan Filho.

A secretária de Saúde, Rozangela Wyszomirska, apontou a construção da Maternidade de Risco Habitual como um momento histórico. Ela lembrou o fato de Maceió ser uma das poucas capitais do Brasil a não ter uma maternidade pública de risco habitual.

“Não faz muito tempo que a Maternidade Escola Santa Mônica aparecia de forma negativa no noticiário, mas nós encontramos um governador disposto a tocar os nossos projetos e hoje temos a Santa Mônica reformada e uma nova maternidade sendo construída”, ponderou.

O governador Renan Filho afirmou que a construção da Maternidade de Risco Habitual faz parte de um pacote de investimentos que o Estado fará na área de saúde até 2018, estimado em R$ 300 milhões.

“Além da construção da Maternidade de Risco Habitual, nós construiremos o Hospital Metropolitano; o Hospital de Clínicas, na área em que funciona o Hospital Portugal Ramalho; o Hospital da Criança, no Benedito Bentes; e hospitais em Porto Calvo, União dos Palmares, Viçosa e Delmiro Gouveia”, ressaltou.

Além da presença do Pró-Reitor Célio Fernando Rodrigues, a Pró-Reitora de Gestão Administrativa, Lavínia Guimarães, a Chefe de Gabinete, Fernanda Kelly Farias, e a coordenadora da Comissão Própria de Avaliação, Almira Alves dos Santos, estiveram presentes na solenidade.

Também estiveram presentes secretários de Estado, a Direção do HGE, técnicos administrativos e professores da Uncisal.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados