ASA e Murici vão focar na Série D de olho em acesso

ASA e Murici vão focar na Série D de olho em acesso

Por Thiago Luiz - Estagiário | Edição do dia 5 de abril de 2021
Categoria: Esportes


Durante a última semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela da Série D do Campeonato Brasileiro, que tem início marcado para o dia 26 de maio e receberá dois alagoanos: ASA e Murici vão representar o estado na competição nacional. No Estadual, as duas equipes vivem situações diferentes: o Murici briga por uma vaga no G-4, ocupando a quinta colocação. Já o time de Arapiraca é o vice-lanterna do campeonato, com apenas três pontos conquistados.

Durante seis meses, de maio a novembro, os 68 clubes disputarão as quatro vagas que dão acesso à Série C em 2022. A competição está marcada para começar no dia 26 de maio (quarta-feira) com as partidas de ida da Fase Preliminar.

Na etapa inicial do torneio, oito equipes estão divididas em quatro grupos e se enfrentarão em jogos de ida e volta para definir os últimos classificados a Primeira Fase da Série D. Os confrontos da Fase Preliminar são: Santana/AP x GAS/RR, Tocantinópolis/TO x Picos/PI, Real Ariquemes/RO x Brasiliense/DF e Aquidauanense/MS x Rio Branco VIT/ES.

Na Primeira Fase, os 64 clubes são divididos em oito grupo com oito times cada. Dentro de cada chave, todos se enfrentam em turno e returno, totalizando 14 jogos. Os quatro melhores classificados em cada grupo avançam para o mata-mata, que começa com 32 equipes na Segunda Fase. Em confrontos eliminatórios com partidas de ida e volta, o chaveamento segue até a grande final, que está marcada para os dias 7 e 14 de novembro. Os quatro clubes que alcançarem as semifinais garantem as vagas para o Campeonato Brasileiro Série C 2022.

No Grupo A-4, além de ASA e Murici estão ainda Bahia de Feira, Sergipe, Itabaiana-SE, Juazeirense-BA, Retrô-PE e Atlético-BA.

O vice-presidente, Higor Rafael, disse que a chave ficou bem equilibrada, com equipes que conhecem a competição, como Sergipe e Murici, mas que também está atento aos times da Bahia, que chegam forte, e também está de olho no Retrô, que tem mostrado um forte poder econômico. Apesar de estar voltando ao cenário nacional em 2021, as pretensões do ASA não são poucas. Não se pensa em outra coisa no clube, a não ser no acesso à Série C de 2022.

“Somos sabedores da dificuldade que é a competição, mas estamos confiante numa excelente campanha e no acesso do clube. Já temos monitorado algumas peças no mercado visando o campeonato, mas estamos aguardando o término da nossa participação no Alagoano para que o trabalho fique focado apenas na competição nacional”, disse o gestor.

O presidente do Murici, Geraldo Amorim, afirmou que o time não quer apenas ser figurante na Série D. O objetivo definido também é subir para a Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro. De acordo com o mandatário, a ideia é manter uma base do elenco que está brigando pelo G-4 no Alagoano, mas fazer contratações pontuais para a segunda metade da temporada.

“Nossa expectativa é muito grande, estamos confiantes em fazermos uma boa campanha e representar com dignidade a zona da mata e o futebol alagoano”, disse Geraldo.

A estreia dos alagoanos está prevista para acontecer ou no dia 5 de junho, sábado, ou no dia 6 de junho, domingo. O ASA joga no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, o Colosso Fumeirão. Já o Murici estreia contra o Retrô-PE, fora de casa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados