Artistas das periferias de Maceió lançam site premiado na Lei Aldir Blanc

Portal reúne podcast, matérias especiais, playlist e conteúdo audiovisual sobre as produções artísticas periféricas; lançamento acontece 21 de maio

Artistas das periferias de Maceió lançam site premiado na Lei Aldir Blanc

Portal reúne podcast, matérias especiais, playlist e conteúdo audiovisual sobre as produções artísticas periféricas; lançamento acontece 21 de maio

Por Assessoria | Edição do dia 21 de maio de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Imagem: Assessoria

O selo independente multiplataforma Loitxa Lab, organizado por Janderson Felipe, Jean Albuquerque, Lucas Litrento e Richard Plácido, lança nesta, sexta-feira (21) o site do projeto (loitxalab.com.br), que reúne diversos conteúdos como: podcasts, produção audiovisual, playlists e matérias especiais sobre as obras artísticas das periferias de Alagoas, com programação que se estenderá ao longo do ano.

A ideia do selo é centralizar vozes e corpos marginais do cenário artístico brasileiro no portal. A iniciativa conta o apoio financeiro do Edital Dinho Oliveira, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas (Secult/AL), por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei nº 14.017/2020).

“O edital é o pontapé inicial do nosso projeto, o intuito é o de avançarmos cada vez mais. Fazer da Loitxa uma palavra corriqueira na vida de vocês, sejam daqui da nossa cidade ou de longe; fazer da Loitxa um dizer muito bem repetido. Porque vai muito além do lançamento de uma marca”, argumenta Richard Plácido, um dos idealizadores.

O selo ainda promoverá cursos, eventos colaborativos, rodas de conversa, apresentações culturais, reportagens de jornalismo cultural, além de parcerias com os demais grupos e coletivos culturais. A Loitxa Lab atuará também no segmento literário, editando obras produzidas por escritoras e escritores de Alagoas.

OS IDEALIZADORES

Janderson Felipe

É pesquisador, realizador audiovisual e produtor cultural. Dirigiu os filmes 3 Mercados (2014) e Sangue-Mulher (2016), este último vencedor do prêmio Olhar Crítico na VII Mostra Sururu de Cinema Alagoano. É colaborador do site Alagoar e membro do Mirante Cineclube. Assina, com Lucas Litrento, o roteiro e a direção do curta Samuel foi trabalhar (em produção).

Jean Albuquerque

É Jornalista e escritor. Publicou os livros: Meu peito é um caminhão de mudança abarrotado com todas as lembranças que você deixou (Selo Oxenti Records, 2016), Os deuses estão embriagados de uísque falsificado (Selo Sirva-se Edições Alternativas, 2017) e A ressaca do mar trincou meus ossos (Selo Loitxa Lab, 2021). Editor do site: O que os Olhos Não Veem. Estudante de Letras – Português, da Universidade Federal de Alagoas, Ufal.

Lucas Litrento

É escritor, realizador cinematográfico e produtor cultural, vive em Maceió/AL. Lançou os livros Os meninos iam pretos porque iam (Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2019), ROBYN (1TXW, 2020), zine de poesia, e TXOW (Edipucrs, 2020). Realizou o curta-metragem círculos (1TXW, 2020). Assina, com Janderson Felipe, o roteiro e a direção do curta Samuel foi trabalhar (em produção).

Richard Plácido

É escritor e mestre em Estudos Literários (PPGLL/UFAL). Publicou os livros Entre ratos & outras máquinas orgânicas (Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2016) e Da casa o nome (Ofélia edições, 2019).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados