Arsal fiscaliza fornecimento e consumo de gás natural em Maceió

Foram vistoriadas unidades na parte alta e baixa de Maceió

Arsal fiscaliza fornecimento e consumo de gás natural em Maceió

Foram vistoriadas unidades na parte alta e baixa de Maceió

Por | Edição do dia 28 de novembro de 2018
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,


Técnica realiza fiscalização em unidades residenciais (Ascom Arsal)

Técnica realiza fiscalização em unidades residenciais (Ascom Arsal)

Durante todo o mês de novembro, técnicos da Gerência de Gás Natural da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) realizaram fiscalizações em 25 unidades consumidoras de gás natural canalizado na capital, sendo 17 do segmento residencial, sete em estabelecimentos comerciais e uma indústria.

Foram vistoriadas unidades na Ponta Verde, Pajuçara, Jatiúca, Farol, Cruz das Almas, Mangabeiras, Tabuleiro do Martins, Serraria e Benedito Bentes.

Rotineiras, essas fiscalizações têm como finalidade avaliar a eficiência do atendimento da concessionária de Gás de Alagoas S.A (Algás) às solicitações dos usuários, suas causas, os resultados obtidos e identificar irregularidades técnicas que possam interferir na qualidade e segurança do serviço de distribuição de gás natural canalizado.

Nas ações foram verificados diversos pontos, como tempo de atendimento para a concessionária solucionar problemas de falta de gás e vazamento na rede de distribuição; funcionamento dos medidores de gás instalados; qualidade do serviço de teleatendimento e os procedimentos de suspensão e religação do fornecimento de gás.

A gerente de Gás Natural da Arsal, Clara Alves, e os técnicos responsáveis pelas fiscalizações, não constataram nenhuma transgressão aos prazos e requisitos técnicos estabelecidos pela Agência Reguladora.

“Observamos a percepção dos usuários sobre o serviço prestado e passamos as devidas orientações de seus direitos e deveres, especialmente nos aspectos relacionados ao atendimento comercial e operacional da distribuidora de Gás”, afirmou a gerente.

A fiscalização possibilita a aferição da qualidade da prestação do serviço de distribuição de gás natural, facilita a identificação de falhas ocorridas, retrata a satisfação do usuário quanto ao produto que está recebendo e serve de parâmetro para orientar mudanças e acompanhar melhorias.

O sistema de distribuição de gás natural atende, em Alagoas, 9.825 unidades consumidoras, sendo 37 indústrias, 29 postos automotivos, 633 estabelecimentos comerciais, 9.120 unidades residenciais (condomínios, prédios) e seis unidades de cogeração, em nove municípios: Maceió, Penedo, Rio Largo, Atalaia, Pilar, Santa Luzia do Norte, Satuba, Marechal Deodoro e Arapiraca.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados