Após protesto, deputados pedem correção na obra de duplicação em Campo Alegre; veja

Parlamentares reconheceram a dificuldade dos moradores da região

Após protesto, deputados pedem correção na obra de duplicação em Campo Alegre; veja

Parlamentares reconheceram a dificuldade dos moradores da região

Por Redação* | Edição do dia 2 de março de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,,


Após um protesto realizado por moradores de Campo Alegre que reivindicavam a mudança em uma obra de duplicação na via que cruza o município, na manhã desta terça (02), na rodovia AL-220, deputados estaduais pediram ao Governo e aos órgãos responsáveis uma mudança em um trecho que isolou os moradores de um residencial. A indicação foi feita pela deputada Jó Pereira (MDB), que teve o apoio de outros parlamentares.

Moradores queimaram pneus e bloquearam a rodovia. Foto: Redes sociais

Em uma sessão com 25 deputados, os parlamentares discutiram e votaram 13 matérias, dentre elas a indicação feita pela deputada Jó Pereira (MDB), que pede ao governador do Estado, Renan Filho, ao secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano e ao diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER/AL), que promovam, com urgência, a acessibilidade de pedestre e veículos do Conjunto Olival Tenório para o Centro do município de Campo Alegre. De acordo com a deputada, são quase três mil pessoas que estão impedidas de circular pelo município, já que a duplicação da AL-220 deixou os moradores do conjunto isolados da cidade.

A autora da indicação disse que embora a duplicação das rodovias no Estado traga maior segurança e mobilidade, deve-se atentar para os efeitos sobre a população que mora no entorno da obra. “A garantia do direito à acessibilidade deve ser assegurada a todo cidadão, com ou sem deficiência, para a promoção da qualidade de vida tanto das pessoas adultas e dos idosos, quanto de criança e adolescente, já que todo ser humano enfrenta barreira à acessibilidade ao longo de sua existência”, destacou Jó Pereira.

O deputado Antonio Albuquerque (PTB) disse que já esteve no DER/AL solicitando rapidez na correção da obra, que acabou dividindo Campo Alegre. “Quem está no Conjunto Olival Tenório não tem condições, sequer, de ir ao hospital. Para que isso aconteça, a pessoa tem que se deslocar ao povoado Pimenteira, fazer o retorno e voltar à cidade. Vários apelos de moradores da região chegaram a mim, bem como dos vereadores Vânio e Jelvane”, destacou.

Com: Assessoria

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados