Após PM ser acusado de agredir advogado, OAB-AL afirma que caso será levado ao Conseg

A OAB-AL também cobrou do Governo do Estado apuração imediata sobre o caso

Após PM ser acusado de agredir advogado, OAB-AL afirma que caso será levado ao Conseg

A OAB-AL também cobrou do Governo do Estado apuração imediata sobre o caso

Por | Edição do dia 23 de janeiro de 2020
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,


csm_oab-alagoas-fachada-divulgacao_46434371f9

Foto: Divulgação

Após advogado ser agredido com um soco no rosto por um policial militar na noite dessa quarta-feira, 22, enquanto acompanhava um cliente suspeito de furto de veículo, a Ordem dos Advogados, Seccional Alagoas (OAB-AL), divulgou que já entrou em contato com o governador Renan Filho e com outras autoridades, para que cobrança de apuração sobre os fatos. A Ordem ainda informou que o caso será levado ao Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

Por nota, a OAB-AL repudiou a agressão sofrida pelo  advogado, que estava em pleno exercício da profissão. A nota expôs que esse tipo de fato acontece rotineiramente por agentes da segurança pública e classificou como ato inadmissível.

A OAB-AL ainda afirmou que o presidente da entidade, Nivaldo Barbosa Jr., já entrou em contato com o governador Renan Filho, com o secretário de Segurança Pública, Lima Júnior e com o comandante-geral da Polícia Militar em Alagoas, coronel Marcos Sampaio, para que o caso será apurado.

Por sim, a nota ressalta que o caso será levado ao Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

Segundo informações do portal Gazetaweb, o militar acusado informou ao delegado de plantão que não agrediu o advogado e que apenas o retirou da calçada e sem o uso da violência. Ele justificou a ação como tendo sido tomada porque o advogado, no momento, se negou a se afastar do cliente.

A seguir, confira a nota na íntegra:

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), repudia que novamente um advogado em pleno exercício da profissão tenha sido agredido durante uma abordagem policial em Maceió, na noite dessa quarta-feira (22).

É inadmissível que atos como este aconteçam rotineiramente por agentes da segurança pública.

O Presidente da OAB-AL, Nivaldo Barbosa Jr., já entrou em contato com o Governador Renan Filho, com o secretário de Segurança Pública e com o comandante-Geral da PM, cobrando apuração imediata dos fatos.

A Ordem informa que, mais uma vez um caso de agressão à um advogado ou advogada, será levado ao Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

Ao mesmo tempo em que a OAB-AL preza pela harmonia entre as instituições, vai exigir respeito e a mais rigorosa apuração do caso.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados