Aluna de Marechal Deodoro é destaque em Olimpíada de Robótica

Aluna de Marechal Deodoro é destaque em Olimpíada de Robótica

Por | Edição do dia 3 de agosto de 2016
Categoria: Educação, Notícias | Tags: ,,,,,


A alagoana Noemy Araújo, de 17 anos, aluna da Escola Sesi/Senai Ebep de Marechal Deodoro, entrou para um grupo seleto. Ela está entre os 1.383 estudantes dos ensinos fundamental e médio de todo o Brasil classificados para a segunda fase da prova teórica da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR 2016).
Estudante de 17 anos é única representante de Marechal Deodoro.

Estudante de 17 anos é única representante de Marechal Deodoro.

Entre 111.287 inscritos em todo o território nacional, 16 competidores alagoanos foram selecionados para a segunda fase da OBR 2016, sendo 15 de Maceió, e Noemy como a única representante da cidade de Marechal Deodoro. A avaliação acontece no próximo dia 19, na capital alagoana.
“É uma prova complexa, que exige muita compreensão e uma boa base para ser respondida. Agora, estou me preparando para fazer a segunda fase da prova, onde o nível será ainda mais difícil”, revela a jovem, que faz o 3° ano do ensino médio e o curso técnico de Redes de Computadores na Unidade Integrada Sesi/Senai Professor Wilton Gama.
Os conhecimentos exigidos extrapolam a Robótica. “Os alunos são desafiados a responderem questões de disciplinas como Matemática, Física, Inglês e outras disciplinas que eles estudam nas escolas”, explica o professor de Robótica e Instrutor de Informática, Eduardo Monteiro Cerqueira.
Ele explica que a escola já se prepara para a prova prática da OBR, que ocorrerá primeiramente no âmbito estadual e tem como atual campeã a equipe Tecmade, da unidade Sesi/Senai de Marechal e Atalaia, considerada uma das dez melhores do país na OBR 2015, cuja etapa nacional aconteceu em Uberaba/MG. “Estamos estudando e treinando com nossos alunos para essa prova prática também”, conta Cerqueira.
Objetivos
A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que se utiliza da temática da robótica para estimular os jovens nas carreiras científico-tecnológicas, identificar novos talentos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.
Anualmente, a OBR elabora e gere a aplicação de provas teóricas e práticas em todo o Brasil utilizando essa temática. A competição destina-se a todos os alunos de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados