Alagoas fecha dezembro com queda de 31,4% no número de homicídios

Em Maceió, a redução foi de 34,2%; em Arapiraca, de 50%

Alagoas fecha dezembro com queda de 31,4% no número de homicídios

Em Maceió, a redução foi de 34,2%; em Arapiraca, de 50%

Por Redação* | Edição do dia 4 de janeiro de 2022
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,,,,


Alagoas fechou o mês de dezembro de 2021 com redução de 31,4% no número de crimes violentos letais intencionais (CVLI), sendo o 11º mês consecutivo de diminuição da violência, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do (SSP) do estado. Maceió e Arapiraca também fecharam o mês com reduções significativas.

De acordo com os números fornecidos pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP), foram contabilizados 94 homicídios, em dezembro de 2021, no estado. No mesmo período de 2020 foram 137 ocorrências.

Este foi o terceiro melhor resultado do estado no ano, atrás apenas de fevereiro, quando a redução foi de 31,6%, e de abril, que registrou queda de 31,5%. Além disso, o dia 31 de dezembro não registrou nenhum homicídio, fato inédito nos últimos anos.

O empenho das Forças de Segurança também repercutiu positivamente na capital do estado, onde os homicídios caíram 34,2%.  Foram 25 ocorrências registradas em dezembro de 2021, em Maceió, contra 38 ocorrências no mesmo mês do ano anterior.

Em Arapiraca foi registrada a redução expressiva de 50% no número de CVLI. Em dezembro de 2021 foram contabilizadas oito mortes, enquanto no mesmo período de 2020, 16 casos foram registrados.

Para o secretário Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, os números conquistados são resultado da dedicação dos profissionais das forças de segurança e dos investimentos do Governo do Estado na Segurança Pública.

“Estamos colhendo o que viemos plantando desde o início do ano passado. Investindo em melhores equipamentos e viaturas, investindo em estrutura e na maior integração das Forças de Segurança. O resultado é esse, 11 meses seguidos de redução e o melhor resultado anual da última década”, disse o secretário.

*Com assessoria

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados