AL é referência nacional em política para dependentes químicos

Com ação inovadora, Estado se firma como exemplo em Congresso Brasileiro em SP

Por | Edição do dia 28 de setembro de 2015
Categoria: Alagoas, Notícias


Há cinco anos atuando com o programa Rede Acolhe, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev), já conseguiu auxiliar no tratamento de mais de 15 mil dependentes químicos. Graças a este feito, à metodologia inovadora, o Estado vem se firmando como referência nacional no serviço. Esta informação foi confirmada durante o XXIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos Sobre Álcool e outras Drogas (ABEAD), realizado entre os dias 23 e 26 de setembro, na cidade de Campos do Jordão, em São Paulo.

Segundo o secretário-executivo de Prevenção à Violência da Seprev, Cloves Benevides, a participação de Alagoas no Congresso faz parte do cronograma de ações da Secretaria no Plano de Governança do Estado. “Estamos dando continuidade ao plano de aumentar a divulgação das ações de prevenção à violência”, enfatizou.

As ações da Seprev foram destaques em uma exposição de serviços voltados para o tema do evento, onde apenas Alagoas estava representando os estados brasileiros com políticas públicas sobre drogas.

Para a presidente da ABEAD, Ana Cecília Marques, a presença de Alagoas é a representação do grande avanço das políticas públicas estaduais voltadas para a prevenção à violência e o combate do uso das drogas. “Estamos muito felizes em poder contar com as ações desenvolvidas no Estado, que vem se destacando cada vez mais com seus trabalhos voltados para o acolhimento do dependente químico”, afirmou.

Parcerias

A participação do Governo de Alagoas no evento marcou também a etapa de fortalecimento das parcerias estratégicas para aprimoramento dos serviços desenvolvidos pelo Estado. De acordo com a assessora de Articulação Social da Seprev, Viviane Braga, aproximadamente 500 pessoas passaram pela exposição de Alagoas,onde puderam tomar conhecimento sobre os trabalhos desenvolvidos pelos Anjos da Paz e pela Comissão de Controle de Bebidas.

“Essa articulação nos possibilitou ampliar as parcerias com outros estados e garantir um relacionamento com órgãos que fazem um trabalho semelhante ao aplicado em Alagoas”, disse.

Rizonete Campos, representante do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas de João Pessoa, reconheceu a importância da metodologia aplicada pela Rede Acolhe e garantiu que irá apresentar uma proposta para levar ações semelhantes para sua cidade. “O Governo de Alagoas está de parabéns por esta iniciativa inovadora. Uma metodologia brilhante na proposta de acolhimento ao dependente químico”, destacou.

Programas

Durante os quatro dias de congresso, a Seprev disponibilizou material informativo sobre os trabalhos desenvolvidos pela Rede Acolhe, a exemplo do programa Anjos da Paz e o de Controle de Bebidas Alcoólicas.

Para a coordenadora do programa Anjos da Paz, Rosemary Silva, além de levar a metodologia das ações adiante, a participação no evento foi importante para adquirir novos conhecimentos e práticas como forma de aprimorar a atuação do programa. “Tivemos um grande reconhecimento de que os Anjos da Paz é uma importante ferramenta no processo de tratamento do dependente químico. Estamos no caminho certo para diminuir o índice de pessoas envolvidas com drogas em Alagoas”, comentou.

O Estado já vinha sendo reconhecido como referência nacional por ter uma metodologia diferenciada e pelos resultados alcançados. Isso desenvolveu um interesse nos demais estados brasileiros em replicar a atuação de Alagoas, em prol de prevenção e acolhimento de dependentes químicos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados