Agosto dourado tem campanha em decreto assinado pela prefeitura de Maceió

Mês de incentivo ao aleitamento materno é um marco nas políticas públicas para as mulheres

Agosto dourado tem campanha em decreto assinado pela prefeitura de Maceió

Mês de incentivo ao aleitamento materno é um marco nas políticas públicas para as mulheres

Por Assessoria | Edição do dia 3 de agosto de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,,


O prefeito JHC assinou, nesta terça-feira (3), decreto que institucionaliza o Agosto Dourado em Maceió como alusão ao aleitamento materno. O objetivo é promover programas e ações voltadas à garantia e direito das mulheres lactantes e crianças no município. O decreto foi assinado durante solenidade de abertura da campanha, no Centro Universitário Tiradentes (Unit), em Cruz das Almas.

“Estamos falando do aleitamento materno como forma de proteção da vida. Que cada vez mais vocês se sintam próximas da Prefeitura de Maceió. É um momento de agradecimento, uma conquista para todos nós, um passo adiante. O aleitamento materno segue como um símbolo para a construção do que nós pretendemos e queremos. Que vocês encontrem em nós a força que precisam para continuar lutando. Estamos aqui para dar as mãos, construir juntos uma história diferente, fazendo com que a gente consiga proteger a primeira infância”, disse JHC.

Prefeito JHC reforça que o município é parceiro de ações que visam construir iniciativas para proteger as mães e crianças. Foto: Edvan Ferreira

Como parte da campanha, a Prefeitura de Maceió vai abrir, no próximo dia 23 de agosto, o primeiro posto de coleta de leite materno, que funcionará no Centro de Saúde Hamilton Falcão, no Benedito Bentes.

O local vai contar com enfermeiras obstetras para auxiliar e prestar apoio às mães desde a fase da gestação. De acordo com a coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres, Ana Paula Mendes, o intuito do município é contar com um posto de coleta em cada distrito de Maceió para que todas as mães sejam amparadas, acolhidas e informadas sobre o aleitamento materno.

“Essa ação é inédita no nosso município. É a primeira vez que a Prefeitura de Maceió institucionaliza o Agosto Dourado. A doação de leite materno é muito importante porque salva vidas, temos um alto percentual de bebês que nascem prematuros e o leite é fundamental para salvar essa vida”, disse Ana Paula.

Ana Paula Mendes, coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres, fala sobre a importância da amamentação. Foto: Edvan Ferreira

No posto de coleta, haverá uma equipe para ajudar essas mães no processo da amamentação. “Com isso, estamos ajudando diretamente o bebê a receber a primeira vacina, que é o leite materno. Amamentar reduz em mais de 40% o risco de uma mãe ter câncer de mama, câncer de útero, além do fortalecimento do laço entre a criança e a mãe”, concluiu a coordenadora.

Momento histórico

A jornalista Lis Nunes, que serviu de modelo para a campanha da Prefeitura de Maceió sobre a importância do aleitamento, disse que o momento é histórico para todo o município.

“Esse é o maior presente que uma cidade pode dar para sua comunidade. Amamentar é um vínculo de amor, de afetividade e, sobretudo, de alimento e nutrição para nosso filho. Amamentar é uma das preciosidades que nós mulheres podemos ofertar para nosso filho. Não é fácil, mas pode ser feito de uma forma brilhante. Amamentar é vida, isso faz total diferença”, afirmou.

Esta é a primeira vez que a Prefeitura de Maceió institucionaliza o Agosto Dourado. E, durante todo o mês, os maceioenses contarão com diversas ações, entre elas exposição de fotos e vídeos; entrega de panfletos e cartazes em clínicas de saúde, vacina e hospitais; blitz da amamentação; curso de segurança alimentar no manuseio do leite humano; webinário sobre aleitamento materno para as unidades de saúde; entre outros.

O reitor da Unit, Dário Arcanjo falou da importância da parceria entre a instituição e a Prefeitura. “Quero parabenizar a prefeitura pela iniciativa e pela qualidade do evento. Esse Centro Universitário tem como missão oportunizar as pessoas a buscar novos horizontes. Nós estamos muito orgulhosos de estarmos tendo a oportunidade de realizar essa cerimônia. A Prefeitura de Maceió é nossa parceira em diversos projetos e se depender da Unit, vai ter sim, um posto de coleta aqui”, disse.

Durante o evento, diversas mães foram homenageadas, entre elas a primeira-dama de Maceió, Marina Candia Figueiredo. Na ocasião, as mães receberam terráreos que simbolizam um jardim vivo. As outras homenageadas foram: Rosângela Simões Gonçalves da equipe do banco de leite do Hospital Universitário; Rosicleide Rocha, gerente administrativa do posto de coleta de leite; Zara Cristina de Souza, do posto de coleta de leite humano do Hospital Amigo da Criança de Maceió; Joana Regueira, mãe de criança com síndrome de down; Tais Pereira Marabá, mãe de criança com síndrome congênita do zika vírus; Ana Carolina de Carvalho, presidente da Sociedade Alagoana de Pediatria e a coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres, Ana Paula Mendes.

Taís Pereira, mãe da pequena Heloísa Angélica, que tem síndrome congênita do zika vírus, falou sobre a importância de amamentar.

“Ela não consegue deglutir ainda, e isso pode ser possível. O alimentar é cultural na nossa sociedade e a gente cria o laço no momento da alimentação e isso não muda com as limitações dela. A Heloísa é minha filha por adoção e eu também levo essa bandeira, de que crianças reais precisam de pais reais”, contou.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados