Boa Tarde!, Terça-Feira - 23 de Abril de 2019

 

Acusados de matar jovem desaparecida confessam estupro e tortura

7Segundos / 2:47 - 12/02/2019

Sumida desde o último sábado (09), ela havia saído na companhia de ‘amigos’


Joicy tinha transtornos bipolar, segundo a família, mas não tinha histórico com drogas (Arquivo pessoal)

Joicy tinha transtornos bipolar, segundo a família, mas não tinha histórico com drogas (Arquivo pessoal)

Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (12), policiais militares, agentes da Delegacia de Homicídios e o Corpo de Bombeiros, tentam resgatar um cadáver encontrado em um canavial, no bairro Cidade Universitária, em Maceió.

O corpo, que está em um local de difícil acesso, é de uma jovem que estava desaparecida desde o último sábado (09), no Residencial Graciliano Ramos.

Joicy da Silva Alves, de 22 anos, saiu de casa na companhia de amigos e não voltou. Segundo familiares, a jovem sofria de transtornos bipolar, mas a família garantiu que ela não tinha histórico com drogas.

Nove pessoas suspeitas de envolvimento no crime, três mulheres e seis homens, já foram presos. Segundo a polícia, eles revelaram que torturaram e abusaram sexualmente da vítima, após sairem de uma festa na madrugada de domingo (10).

O corpo, que foi desovado em um ponto de difícil acesso, estava em estado de decomposição e com o rosto desfigurado.

A Polícia Civil apura a suspeita de que ela era ligada ao crime organizado. O caso é investigado pela Divisão Especial de Investigações e Capturas e Delegacia de Homicídios.


Comentar usando