Acusados de homicídios são condenados em União dos Palmares

Acusados de homicídios são condenados em União dos Palmares

Por | Edição do dia 4 de maio de 2016
Categoria: Notícias, Polícia | Tags:


ee6b665f5d1da7bc70c37440ed2dd040

Crime aconteceu em 2006, num bar de União dos Palmares (Foto: assessoria)

O Tribunal do Júri de União dos Palmares condenou as rés Ivonete Maria Lopes e Luciana Dantas Mendonça a 32 anos de prisão, pelas mortes do jogador João Francisco Simões de Azevedo e do marchante Fábio Lima da Silva. O réu Augusto Dantas da Silva foi condenado a 13 anos de prisão, apenas pela morte de Fábio.

O julgamento foi conduzido nessa terça-feira (3), pelo juiz Antônio Rafael Wanderley Casado da Silva, titular da 3ª Vara Criminal da Comarca.

De acordo com a sentença, Luciana Dantas da Silva e Ivonete Maria Lopes, conhecida como “Vânia Dantas”, deverão cumprir a pena em regime inicialmente fechado. Augusto Dantas da Silva, inicialmente foi condenado a 16 anos de prisão, mas teve sua pena reduzida por ser maior de 70 anos e também deve cumprir a pena em regime fechado. Todos os condenados poderão recorrer em liberdade.

Entenda o caso
O crime, ocorrido no dia 30 de julho de 2006, que aconteceu no interior de um bar da cidade, por volta das 18h30, foi motivado por vingança, já que os condenados acreditam que a família do jogador João Francisco estaria envolvida no assassinato de José Dantas, pai de Luciana e Ivonete.

A família Dantas foi condenada por ter pago R$ 8 mil a Cristiano Flor da Silva, vulgo “Galego”; Claudevan Cícero da Silva, conhecido como “Van”; e Luís Carlos da Silva, o “Vigia”; e Fábio Borges, para que assassinassem as vítimas. Os cinco ainda não foram julgados.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados