Acusados de explodir carro-forte em Inhapi são presos com fuzis

Seis pessoas foram detidas, mas pelo menos membros do bando que agia entre Alagoas, Bahia e Pernambuco continuam foragidos

Acusados de explodir carro-forte em Inhapi são presos com fuzis

Seis pessoas foram detidas, mas pelo menos membros do bando que agia entre Alagoas, Bahia e Pernambuco continuam foragidos

Por | Edição do dia 25 de novembro de 2019
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,,


Durante uma operação da Polícia Civil De Alagoas em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de agentes do estado da Bahia e Pernambuco, seis pessoas foram presas durante a madrugada deste domingo (24). Os detidos são acusados de explodir e roubar um carro-forte no município de Inhapi, Sertão alagoano, em maio deste ano.

Segundo a Seção Especial de Roubos a Bancos da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC/PCAL), na época a quadrilha chegou a trocar tiros com os seguranças do carro-forte e uma grande quantia – não especificada – foi levada pelos criminosos. As investigações duraram cerca de seis meses e as prisões aconteceram entre as cidades de Delmiro Gouveia, Paulo Afonso (BA) e Petrolina (PE).

O bando era liderado pelo baiano Varnei Xavier dos Santos – que continua foragido – e por um presidiário identificado como José Salviano Arcoverde Neto.

Outros oitos integrantes da quadrilha continuam foragidos, sendo eles: Felipe Bernardes Andrade, Bruno Nobre da Silva, Antônio Cezar, Aldean Oliveira Ramos, Fabrício de Menezes Albuquerque, José Cícero dos Santos Júnior, Edson Barbosa da Silva e Messias Vicente da Silva.

Nessa operação foram presos: Fábio Júnior dos Santos, Leandro Batista de Lima, José Salviano Arcoverde Neto, Jéssica Carolina, Galdino Coelho Feitosa Neto e Maria das Dores Vieira.

Com eles a polícia apreendeu cerca de quatro fuzis, explosivos, trajes do Exército, três carabinas, três revólveres, pistola 9 mm, dois coletes balísticos, rádios comunicadores, bala clavas e cinco carros, sendo quatro deles roubados.

Os presos devem responder pelos crimes de organização criminosa e roubo majorado. A polícia pede para que qualquer informações sobre os foragidos seja relatada através do disque denuncia 181.

Confira as imagens dos foragidos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados