Acusado de homicídio e tráfico morre durante confronto com a polícia em Boca da Mata

O suspeito morreu durante operação da polícia, que cumpria oito mandados de busca e apreensão na região

Por Redação com assessoria | Edição do dia 12 de agosto de 2020
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,


Foto: Divulgação

Um operação policial integrada cumpriu oito mandados de busca domiciliar na manhã desta quarta-feira, 12, no município alagoano Boca da Mata. Durante a operação, ocorreu um confronto com a polícia, que resultou na morte de um homem de 25 anos, acusado de homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

A operação foi deflagrada pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), em ação conjunta com a 1ª Companhia Independente da Polícia Militar, para cumprir mandados de busca e apreensão de pessoas suspeitas de participarem de crime diversos em Boca da Mata, como homicídio, tráfico de drogas, porte e posse ilegal de arma de fogo.

Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital após investigações da Assessoria Técnica de Inteligência da Deic, em parceira com a inteligência da 1ª Companhia Independente.

De acordo com a Polícia Civil, durante o cumprimento dos mandados, um homem de 25 anos, que tinha mandado de prisão preventiva em aberto, expedido pela Vara do Único Ofício de Boca da Mata, tentou fugir pulando muros de casas vizinhas e atirando contra os policiais.

Os agentes de segurança reagiram e o homem acabou baleado, e faleceu ao ser socorrido para o hospital da cidade.

A Polícia Civil ainda firmou que acusado tinha uma extensa ficha criminal e era considerado de alta periculosidade. Ele estaria envolvido em vários homicídios, ocorridos principalmente este ano, em Boca da Mata, e também em tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

O diretor da Deic, delegado Gustavo Henrique, lembrou que “os abnegados profissionais da segurança pública saem de suas casas para cumprir seu mister constitucional de proteger a sociedade e prender infratores da lei, porém havendo resistência a resposta será sempre à altura, nos estritos termos do que preconiza a legislação penal em vigor no que se refere às conhecidas excludentes de ilicitude.

Participaram da operação policiais civis da Deic (Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais – Tigre; Seção de Capturas; Seção Antissequestro e Núcleo de Inteligência), Asfixia e militares da 1ª Companhia Independente.

Após a ação policial, o material apreendido foi levado para a sede da Deic, em Maceió, para a realização dos procedimentos legais cabíveis.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados