A um passo da glória

Deni Show é o artilheiro do CSA no Alagoano Sub-20, apesar de ser reserva

A um passo da glória

Deni Show é o artilheiro do CSA no Alagoano Sub-20, apesar de ser reserva

Por | Edição do dia 12 de julho de 2016
Categoria: Esportes | Tags: ,,,


Marcelo Alves – Repórter

 

Deni Show subindo as escadarias do bairro onde mora par ir treinar (Foto: Cacá Santiago)

Deni Show subindo as escadarias do bairro onde mora par ir treinar (Foto: Cacá Santiago)

O jogo só termina aos 90 minutos. Prova disso é o jogador do Sub-20 do CSA, Denilson Lourenço Bezerra da Silva, de 20, anos, o Deni Show. Ele é reserva. Mas é o artilheiro do Azulão no Campeonato Alagoano de Junior com quatro gols. Entrou em três partidas das nove disputadas pelo time azulino até o último dia 3. Em um dos duelos, faltavam 32 minutos para o fim. Entrou e marcou três. Em outro, atuou 25′. Fez um. Artilharia em 57′, dos 810′ em que o CSA esteve em campo. Este é seu último ano na base.

Isailda fala que família se esforça por sonho do filho (Foto: Cacá Santiago)

Isailda fala que família se esforça por sonho do filho (Foto: Cacá Santiago)

O tempo para Deni Show é o preço do amanhã, e não dinheiro. Sem contrato profissional, o morador da periferia e de origem humilde tira do exemplo de seus pais a força para driblar as dificuldades. Seu pai, Estevão Lourenço Bezerra da Silva, vende peixe e sua mãe, Isailda Maria da Silva, dona de casa. Ambos analfabetos e ex-cortadores de cana. “Eu comecei a trabalhar no corte de cana de açúcar aos oito anos de idade. Tinha que ganhar dinheiro para ajudar meus pais e meus irmãos naquela época”, lembra Isailda da Silva com a voz embargada.

O pequeno grande jogador de 1,57m não espera realizar seu sonho para ajudar os pais. Acorda às 5h. Vai vender peixe com o pai. Larga às 11h. Volta de trem para sua casa, na Rua Dr. Oswaldo Cruz, na Chã de Bebedouro. Almoça às 12h. Às 13h vai treinar. Às 17h retorna. Ajuda a mãe nos afazeres domésticos. À noite vai para a igreja. Já terminou o ensino médio. “O pai dele (Deni Show) alugou um prédio no centro da cidade para vender peixe. Mas o local de venda de peixe é visando ao futuro dele (Deni Show). No futuro, ele (Deni Show) pode seguir o serviço do pai”, disse a mãe do jovem atleta.

Deni Show em ação no CSA (Reprodução - Facebook)

Deni Show em ação no CSA (Reprodução – Facebook)

GOLS – Nos 7 a 1, contra o Lisbonense, entrou aos 13′ da etapa final e fez três gols. Com o Santa Cruz, saiu do banco aos 30′ do período final, marcou o empate e motivou a virada: 4 a 3. Na derrota para o CRB: 1 a 0, jogou 30′ da etapa complementar.

 

Um drible no pesadelo

 

Deni Show foi vítima de um falso empresário. Foi levado para Salvador-BA. Fez testes no Bahia e no Academia Moto. Passou. Mas ficou sem a assistência do farsante. Viu o dinheiro que seus pais lhe deram acabar. Sofreu. Chorou. Passou necessidade. Fome. Retornou. O falso empresário o mandou de volta à Maceió. E seus pais pagaram o dinheiro das passagens de ida e de volta pagas pelo impostor. Ele cobrou.

“Nós pagamos as passagens que foram pagas pelo empresário, porque não queríamos problemas depois. Somos pobres, mas somos honestos”, disse. A mão de Deni Show contou ainda que seu pressentimento dizia que seu filho estava viajando, mas sofreria uma desilusão. “Coração de mãe não engana. Mas apesar do meu pressentimento, eu e o pai dele resolvemos deixa-lo ir à procura de seu sonho. Aí deu no que deu”, disse Isailda da Silva.

Mãe e filho na calçada de casa na Chã de Bebedouro (Foto: Cacá Santiago)

Mãe e filho na calçada de casa na Chã de Bebedouro (Foto: Cacá Santiago)

Decepcionado, vai jogar na várzea. Mas voltou a olhar o esforço de seus pais. Viu que ainda havia tempo. Foi ao Mutange. Reencontrou o técnico Peu. Pediu para voltar. Foi aceito. Essa é sua segunda passagem pelo CSA. Na última vez, treinou dois anos. Nem sequer foi inscrito no clube.

No currículo: passagens pelas bases do CRB, Sesi, União e Real Sport e disputas da Copa São Paulo de Junior, do Alagoano amador e do Estadual de Futebol de Salão.

 

One thought on “A um passo da glória”

  1. Alex Lins disse:

    Eu acredito na Vitoria desde moleque, que vi bem pequeno e louco por futebol.. te desejo sucesso e que este mundo futebolístico esteja sempre aberto para você.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados