500 áreas de risco são monitoradas pela Defesa Civil de Maceió 

Áreas de encosta precisam de mais atenção, apesar da trégua no tempo chuvoso em algumas regiões

500 áreas de risco são monitoradas pela Defesa Civil de Maceió 

Áreas de encosta precisam de mais atenção, apesar da trégua no tempo chuvoso em algumas regiões

Por Redação | Edição do dia 9 de junho de 2022
Categoria: Maceió, Ultimas Notícias | Tags: ,,


Cerca de 500 áreas de encosta estão sendo monitoradas pela Defesa Civil em Maceió. Já são 15 dias de chuvas contínuas e 300 famílias já precisaram deixar suas casas por moraram em regiões de risco ou em razão de acidentes. Os dados foram divulgados pela Defesa Civil na manhã desta quinta-feira (9).

 

De acordo com o órgão, outras 13 mil famílias foram afetadas pelos estragos que a chuva causou. Para o coordenador da Defesa Civil, o professor Abelardo Nobre, apesar dos números de parecerem alarmantes, eles mostram o resultado das ações antecipadas do órgão que atua nos bairros desde janeiro. Ações estas que evitaram mortes e maiores estragos. 

“As encostas em Maceió formam um assunto complexo, que envolve a questão física das áreas ocupadas irregularmente e essa densa concentração populacional, que acaba ficando vulnerável nestes períodos de chuva. Mas há um trabalho bem planejado, feito do ano passado para cá, e que foi executado logo no início deste ano”, explica Abelardo Nobre.

O bairro do Benedito Bentes, situado na parte alta da capital, está entre as áreas que continuam sendo monitoradas pela Defesa Civil devido às encostas localizadas no bairro. Algumas das ações preventivas são a colocação de lonas plásticas nas encostas, o que evitou que deslizamentos com maiores proporções ocorressem. 

“As lonas evitam que a água da chuva venha a se infiltrar no solo, o que pode causar o colapso da encosta”, esclarece Abelardo Nobre.

Ainda de acordo com o coordenador da Defesa Civil, o atendimento do o órgão também se expande a ações preventivas como monitoramento e desobstrução de vias e galerias. Além de trabalhos relacionados a limpeza e engenharia. O que significa que o atendimento não é restrito apenas a deslizamentos e desabamentos.

“Apesar de termos tido um dia com menos chuva, nessa quarta-feira (8), continuamos com as equipes em alerta, na rua, garantindo que serviços sejam priorizados junto a outras secretarias”, finaliza. 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados