Bom Dia!, Quarta-Feira - 8 de Abril de 2020

 

Morre Juvenal Domingos, o Mestre de Guerreiro reconhecido pelo Patrimônio Vivo!

João Lemos / 12:25 - 25/03/2020

Juvenal Domingos morreu na noite desta Terça-Feira (24) por volta das 21h em sua residência na Chã da Jaqueira em Maceió.


Créditos: Ailton Cruz.

Créditos: Ailton Cruz.

Essa Terça-feira (24) termina com a partida de mais um Mestre da Cultura Popular, desta vez, nos despedimos do querido Mestre Juvenal Domingos das Alagoas como era carinhosamente conhecido no estado. Faleceu aos 84 anos devido a inúmeras complicações cardiovasculares decorridas ao longo do tempo, há dois anos estava debilitado em cima de uma cama.

Nascido aos 25 dias de Novembro de 1936 na charmosa São Luiz do Quitunde e criado nas fazendas da Usina Utinga Leão, o menino “espiava” as apresentações de mestres como Sebastião Batista e João José. Ainda criança aos 10 anos começou a cantarolar peças e chamar a atenção dos mais velhos. “Mas você quer saber como foi que entrei no Guerreiro? Comecei a ser violeiro. Não gostei. Tentei tocar pandeiro na Embolada e também não gostei. Mas cantando peças do Guerreiro eu me encontrei”, relembrou Maria Helena da Silva em uma de suas muitas conversas com o Mestre.

Giro de Folguedos - Praia de Ponta Verde Foto: Pei Fon Secom/Maceió

Foto: Pei Fon Secom/Maceió

E foi pela sua pisada firme, combinada com o alto tom de voz, que Domingos criou seu primeiro grupo, aos 30 anos de idade, em Murici. A sua dança voltou à Utinga, passou por Rio Largo e fincou pé na Chã da Jaqueira, hoje o Guerreiro São Pedro Alagoano tem sua sede no Conjunto Luiz Pedro 1 e é liderado por Maria Helena da Silva atual responsável pelo grupo.

Foi declarado Patrimônio Vivo do Estado, tendo recebido o reconhecimento em Agosto de 2010 conforme a Lei 7.172 de 30 de junho de 2010. O registro consta no Livro de Tombo nº 05, à folha 19 verso.

Devido ao risco de contagio do Corona Vírus só serão permitidos no velório 20 pessoas da família, o sepultamento acontecerá na tarde desta Quarta-feira (25) em Rio Largo.

Com o falecimento do Mestre Juvenal Domingos das Alagoas uma das 40 cadeiras do Registro do Patrimônio Vivo ficará disponível para um novo Mestre ocupar.


Comentar usando