1.581 casos de microcefalia são confirmados em todo o país

Apenas estado do Acre não possui casos registrados; maior número de ocorrências foi na Região Nordeste

1.581 casos de microcefalia são confirmados em todo o país

Apenas estado do Acre não possui casos registrados; maior número de ocorrências foi na Região Nordeste

Por | Edição do dia 15 de junho de 2016
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,


bebê microcefalia

Foto: arquivo

O Ministério da Saúde confirmou 1.581 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita, em todo o país. Os dados estão no boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (15), que reúne as informações encaminhadas semanalmente pelas secretarias estaduais de saúde referentes à semana 23 deste ano, que vai até 11 de junho.

Em relação ao boletim anterior, divulgado em 07 de junho, houve um aumento de 30 casos confirmados. Os 1.581 casos confirmados em todo o Brasil ocorreram em 562 municípios, localizados em 25 unidades da federação e no Distrito Federal. Não existe registro de confirmação apenas no estado do Acre. A maior parte dos registros (1.394 casos) foi registrada na Região Nordeste.

Desde o início das investigações, em outubro de 2015, foram notificados 7.936 casos suspeitos de microcefalia em todo o Brasil, nem todos relacionados ao zika vírus ou mesmo enquadrados como microcefalia. No boletim divulgado nesta quarta, 3.308 casos foram descartados, enquanto 3.047 permanecem em investigação.

Do total de casos confirmados, 226 tiveram confirmação por critério laboratorial específico para o vírus Zika.

Em relação aos óbitos, no mesmo período, foram registrados 317 óbitos suspeitos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto ou durante a gestação (abortamento ou natimorto) no país. Destes, 73 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 198 continuam em investigação e 46 foram descartados.

O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados, e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa, diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

Neste boletim epidemiológico, Alagoas aparece com 61 casos em investigação, 73 confirmados e 173 descartados, entre as 307 ocorrências reportadas à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados