Acusado de matar travesti em Palmeira vai a júri nesta quarta

Sessão terá início às 9h, no auditório da Faculdade Cesmac do Sertão; julgamento será presidido pela juíza Carolina Sampaio Valões

Por | Edição do dia 18 de dezembro de 2018
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,,


Mary Montilla foi assassinada em Palmeira dos Índios (Reprodução)

Mary Montilla foi assassinada em Palmeira dos Índios (Reprodução)

A 4ª Vara de Palmeira dos Índios leva a júri popular, nesta quarta-feira (19), o réu Cícero Pereira dos Santos, acusado de matar, a facadas, uma travesti, em agosto de 2017. A sessão terá início às 9h, no auditório da Faculdade Cesmac do Sertão, e será presidida pela juíza Carolina Sampaio Valões da Rocha.

O réu e a vítima, Mary Montylla, de 26 anos, teriam se desentendido em um bar. De acordo com os autos, ela deu um tapa em Cícero após ele supostamente tê-la assediado.

Depois do ocorrido, a vítima foi perseguida pelo réu e pelo enteado dele, Leandro Batista de Souza. Mary Montylla recebeu diversos golpes de faca e não resistiu aos ferimentos.

O Ministério Público pede a condenação de Cícero Pereira dos Santos por homicídio duplamente qualificado, com as qualificadoras de motivo fútil e uso de tortura na prática do crime. Já a defesa do acusado sustentou, nas alegações finais, que ele cometeu o ato “sob efeito de violenta emoção, perdendo o controle de suas faculdades emocionais e psicológicas em decorrência das agressões sofridas anteriormente pelas desavenças com a vítima”.

O enteado Leandro Batista de Souza, que teria segurado a vítima durante a agressão, também foi denunciado, mas não será julgado nesta quarta porque o seu processo foi desmembrado (separado) do de Cícero Pereira dos Santos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados