Acusado de matar por vingança é condenado a 11 anos de reclusão

Jurados rejeitaram a tese de negativa de autoria; julgamento ocorreu nessa segunda-feira (10), no Fórum de Maceió

Por | Edição do dia 11 de dezembro de 2018
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,


O réu Maurício de Lima da Silva, conhecido como “Popó”, foi condenado a 11 anos e três meses de reclusão pela morte de Anderson Rocha da Silva. O júri popular foi conduzido pelo juiz Geraldo Cavalcante Amorim, da 9ª Vara Criminal de Maceió, nessa segunda-feira (10), no Fórum do Barro Duro.

No julgamento, os jurados rejeitaram a tese de negativa de autoria e não acolheram a qualificadora de crime cometido com recurso que dificultou a defesa da vítima. Maurício da Silva deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado e não poderá apelar em liberdade.

O caso

O crime ocorreu em maio de 2016. Segundo o Ministério Público, o homicídio foi cometido por vingança, após o réu ter sido espancado pelo tio da vítima, depois de ter sido pego roubando.

Ainda conforme os autos, Anderson da Silva estava na residência de um amigo, acompanhado do irmão, quando foi atingido com disparos de arma de fogo. A vítima chegou a ser levada ao pronto socorro, mas não resistiu aos ferimentos.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados