, Terça-Feira - 13 de Novembro de 2018

 

Uma vez Fulbrighter, para sempre Fulbrighter

Alyshia Gomes / 10:42 - 05/08/2018

A Comissão Fulbright Brasil lançou vários editais. Professores, pesquisadores e intérpretes podem concorrer a bolsas


Logo quando comecei a trabalhar com internacionalização, fiz uma enquete rápida para avaliar o nível de conhecimento que meu público tinha sobre a  Fulbright. Não posso negar que o resultado me deixou bem surpresa.

Muitos “entrevistados” declararam que conheciam o programa. No entanto, a maioria demonstrava claramente uma absoluta falta de percepção sobre a sua importância. E acredite, esta realidade foi demonstrada até mesmo pelos já selecionados para uma experiência acadêmica nos EUA. Nunca esquecerei as recorrentes narrativas dos Fulbrighters que conheço sobre suas experiências. A que mais gosto de escutar é relacionada ao momento em que os mesmos, já no exterior, compreendem que estão fazendo parte de um grupo altamente e globalmente prestigiado. São, sempre, situações muito marcantes.

Antes conhecido como programa de Intercâmbio Educacional e Cultural do Governo dos Estados Unidos da América, a Fulbright chegou ao Brasil na década de 50 e, desde então, vem desenvolvendo um papel relevante na construção da nossa ciência.

Segundo informações oficiais, ela “já concedeu mais de 370 mil bolsas de estudo, pesquisa e ensino a cidadãos norte-americanos e de outros 150 países.” Para tanto, sempre “busca candidatos conectados com o mundo e com a realidade em que vivem, sempre dispostos a multiplicar e compartilhar o conhecimento adquirido em suas experiências para promoção da educação, ciência e cultura.”

Para quem quer ter esta experiência e vivenciar, trago notícias boas! Vários editais estão abertos. Aqui estão as oportunidades para os professor/pesquisador sênior, ou seja, com 10 anos de experiência.  

  • Cátedra de Música em Bloomington (Indiana), destinada a intérpretes, professores e pesquisadores que atuem nas áreas de performance, composição, estudos de jazz, teoria, musicologia, etnomusicologia ou estudos culturais interessados em realizar performances e/ou ministrar cursos na referida universidade
  • Cátedra de Ciências Agrárias na University of Nebraska (Lincoln),  destinada a professores pesquisadores com comprovada experiência na área de Ciências Agrárias com foco na ampliação da produtividade e eficiência dos sistemas agrícolas, com objetivo de ministrar cursos e/ou realizar pesquisa por 4 (quatro) meses
  • Cátedra em Estudos Brasileiros na Universidade de Massachusetts Amherst  para professores e pesquisadores com comprovada experiência nas áreas de relações raciais, estudos feministas/de gênero, movimentos sociais, políticas sociais, antropologia cultural, sociologia política, economia política, história, estudos culturais ou comunicação, e que estejam interessados em lecionar uma disciplina para pós-graduação na sua área de especialidade por 4 (quatro ) meses
  • Cátedra em Estudos Brasileiros na Universidade de Texas Austin, destinada a professores e pesquisadores com comprovada experiência interessados em lecionar uma disciplina para pós-graduação ou graduação avançada em tema relacionado a Tensões Sócio-Culturais e Políticas Públicas Educacionais no Brasil
  • Cátedra em Estudos Brasileiros na Emory University (Atlanta – GA), para professor brasileiro interessado em realizar pesquisa relacionada aos desafios globais, ministrar palestras, seminários e cursos para estudantes da pós-graduação por até 4 (quatro) meses   

Depois de chegar a este ponto do texto e ter visto que eu apenas mencionei oportunidades para os altamente experientes, imagino que você deve ter desanimado. Leitor de pouca fé! Dá uma olhadinha nas dicas de bolsas da nossa coluna!

Se ainda assim o teu perfil não tenha sido contemplado, saiba que estes editais são abertos sempre neste período do ano. Então, Prepare-se e, enquanto o próximo ano não chega, acompanhe nossos comentários, envie perguntas, sugestões e comentários! Você pode falar comigo através do mail alyshiagomes.ri@gmail.com .

 

VOCÊ ENCONTRARÁ MAIS INFORMAÇÕES SOBRE EDUCAÇÃO INTERNACIONAL E BOLSAS DE ESTUDO NO EXTERIOR NA COLUNA ESTUDAR LÁ FORA, EM O DIA ALAGOAS, JÁ NAS BANCAS!


Comentar usando