Boa Tarde!, Sábado - 23 de Junho de 2018

 

Startups alagoanas têm poucos dias para participar de editais de energia e socioambiental

Redação com assessorias / 11:19 - 05/06/2018


Dois editais nacionais de aceleração de startups estão em seus últimos dias para submissão de projetos. De um lado, a a EDP Starter Brasil recebe inscrições até 17 de junho para soluções no setor de energia. Do outro, a InovAtiva Brasil vai selecionar 30 empresas para resolver um problema social ou ambiental no InovAtiva de Impacto Socioambiental, inscritas até 18 de junho.

Em sua 2ª edição, o EDP Starter Brasil, é um programa de aceleração voltado a empreendedores com soluções para o setor de energia. As inscrições poderão ser realizadas até a data limite no www.edpstarter.com/brasil. Nessa edição, o EDP Starter está em busca de novas ideias em seis temas estratégicos: Soluções com Foco no Cliente, Inovação Digital, Energias Renováveis, Armazenamento de Energia, Redes Inteligentes e Soluções de suporte para áreas que não são core business. Para exemplificar, algumas das principais soluções seriam nas áreas de Mobilidade Elétrica, Baterias, Analytics, Gestão de Energia, Modelos de Predição, Internet das Coisas, Realidade Aumentada, Inteligência Artificial, BlockChain, Meios de Pagamento, entre outras.

As equipes escolhidas durante o processo de seleção terão acesso a uma estrutura completa para suportar o desenvolvimento do seu negócio, com consultoria especializada em inovação, mentoria de executivos da EDP e de especialistas do mercado, espaço de coworking no Wework, e assessoria em diversas áreas de negócio, customizadas para as necessidades de cada empreendedor. Um dos principais diferenciais do programa é a possibilidade de investimento de até R$ 10 milhões nas startups participantes.

Além de conquistarem uma entrada no mercado de energia, as participantes passam a integrar a comunidade global do EDP Starter. Dentro do ecossistema, terão acesso a diversas oportunidades, como a possibilidade de desenvolvimento de projetos piloto financiados pela EDP, abertura a novos mercados, como a Europa, com mentoria internacional e participação em outras competições, entre elas o Seed Race e o EDP Open Innovation, além de um potencial investimento por meio da EDP Ventures, fundo de capital de risco do Grupo.

A iniciativa foi organizada em conjunto com a Tropos Lab, consultoria de inovação que participará diretamente do processo de seleção e desenvolvimento das startups, com aplicação de metodologia própria, além de disponibilizar seus mentores especializados para auxiliar as equipes ao longo de todo o programa.

InovAtiva Socioambiental

Os empreendedores interessados em participar do InovAtiva de Impacto Socioambiental têm até o dia 18 de junho para se inscrever neste endereço. Podem participar do processo seletivo empresas de base tecnológica ou com modelo de negócio inovador que resolvam um problema social ou ambiental, que tenham sido previamente aceleradas, incubadas, ou participado de programa de aceleração ou incubação nos últimos três anos. Ao menos um dos sócios deve ter dedicação integral ao negócio.

startup também deve estar em fase de operacionalização e ter iniciado vendas de seu produto ou serviço. As empresas que já participaram de outros ciclos de aceleração do InovAtiva de Impacto Socioambiental não podem participar novamente dessa capacitação.

O ciclo de aceleração é voltado exclusivamente para startups que possuam o potencial de gerar lucro e, ao mesmo tempo, resolvem um problema social ou ambiental.

Além da capacitação, mentoria e conexão com investidores oferecidos a todas startups do InovAtiva, as empresas participantes do InovAtiva de Impacto Socioambiental terão acesso a módulos extras de conteúdo relacionados à realidade dos negócios de impacto e receberão mentoria especial de profissionais e especialistas do setor de negócios e investimentos de impacto. Os empreendedores também terão a oportunidade de se apresentar para duas bancas de investidores: uma relacionada à área de atuação da startup e outra formada apenas por investidores de impacto.


Comentar usando