, Terça-Feira - 13 de Novembro de 2018

 

Sistema de monitoramento de doenças identifica casos de leptospirose e diarreia no município

Assessoria / 3:27 - 27/06/2017

Mais de quinhentas famílias já foram cadastradas na ferramenta e recebem mensagens diariamente do sistema de monitoramento


MARECHQLPor meio do sistema de monitoramento de doenças implantado no município após a enchente, a Secretaria Municipal de Saúde notificou duas confirmações e cinco suspeitas de casos de Leptospirose no município.  De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os casos notificados já estão encaminhados e/ou em tratamento graças à detecção prévia permitida pelo sistema.

A ferramenta tecnológica está trazendo grandes retornos à comunidade deodorense. Após sua implantação, que tornou Marechal Deodoro pioneira na modalidade de monitoramento de doenças no Brasil, a plataforma já enviou mais de 6 mil mensagens à população e cadastrou quase 500 famílias.

No total, já foram confirmados dois casos de leptospirose no município e outros cinco casos suspeitos ainda esperam confirmação. Todos notificados por meio da ferramenta. Além disso, junto à demanda normativa das unidades de saúde, somente na UBS da Poeira, estão sendo notificados cerca de 200 casos de diarreia por semana.

A diretora de Atenção à Saúde, Tânia Queiroz, explicou como funciona o procedimento após a suspeita e confirmação dos casos da doença.

“Nós seguimos tudo de acordo com as orientações do Ministério da Saúde. De início, entramos com a mediação e encaminhamos para um hospital especializado, no caso, o Hospital Escola Dr. Hélvio Auto (antigo HDT). Voltando para o município, a Secretaria [de Saúde] monitora e acompanha o paciente até seu estado de melhora”, afirmou a diretora.

Das 6 mil mensagens enviadas, 547 foram respondidas pelos receptores. Destas, 65 respostas apontavam suspeitas de algum tipo de doenças. Com isso, foram encaminhadas as informações dos pacientes notificados com suspeitas para os Postos de Saúde mais próximos de suas residências. Destes, 33 casos já foram solucionados.


Comentar usando