Bom Dia!, Sexta-Feira - 14 de Dezembro de 2018

 

Sem água nas torneiras, moradores do Prado recebem apenas a conta para pagar

Mariana Lima / 3:59 - 12/03/2018


Uma matemática curiosa está sendo registrada na Rua 21 de Abril, no bairro do Prado, em Maceió. Há pouco mais de 15 dias, os moradores estão sem água nas torneiras de casa. Quando o líquido aparece, não há pressão suficiente para que entre nos canos das residências, muito menos encher caixas d’água. A única coisa que não encontrou dificuldade para chegar às residências daquela rua foi a conta da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), que foi cobrada como de hábito.

Outra curiosidade é que apenas a Rua 21 de Abril está sem abastecimento. Após a esquina, na Rua Xavier de Brito, o abastecimento está normalizado.

“A gente não sabe o que pensar, porque ali na esquina passa água, mas ela não chega aqui. Quando chega, não tem força nenhuma, temos que aparar de balde em balde na torneira da rua, porque ela não avança”, conta o administrador Flávio Bastos, morador da 21 de Abril.

Moradores se viram como podem (Foto: cortesia)

Moradores se viram como podem (Foto: cortesia)

Nesses dias à míngua, a esposa de Flávio, que tem uma creche na mesma rua, teve que usar água mineral para as crianças, desde o preparo dos lanches até o banho dos pequenos.

Conta chegou normalmente (Foto: cortesia)

Conta chegou normalmente (Foto: cortesia)

Sua indignação aumentou quando a conta da Casal chegou sem atraso. “Essa parte não falhou. Eu já tive que ir tomar banho na casa da minha mãe, que é aqui perto, para poder ir trabalhar, porque a água dos baldes estava pouca e não tinha nada na torneira”, completou.

O que diz a Casal

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), através de sua assessoria, disse que não há em seu sistema um registro formal de reclamação por falta d’água na Rua 21 de Abril. Alegou que pode ser outro tipo de problema que afeta a área, como uma obstrução na rede, mas que abririam um chamado para que técnicos verifiquem a situação na rua em até dois dias.

A Casal aproveitou para pedir que os moradores não deixem de registrar tais episódios, ligando (de um telefone fixo) para o 0800.082.0195 e indicando o número de matrícula presente na conta ou um ponto de referência para facilitar a identificação e o trabalho dos técnicos.

“No casos dos bairros da parte baixa da cidade, a região que vai do Pontal da Barra até Ipioca, os moradores também podem ligar para a Unidade de Negócio Jaraguá, da Casal, no 3315-2062”, informou a assessoria. Este número recebe ligação de celular.


Comentar usando