Boa Tarde!, Sábado - 18 de Agosto de 2018

 

Reserva Técnica da Uncisal será convocada para ampliar capacidade da Santa Mônica

Agência Alagoas / 4:22 - 10/03/2017

Governador Renan Filho assegura que necessidade do cidadão define chamamento de reservas técnicas


A prioridade para o funcionamento do Estado está sendo levada em consideração para a convocação de cadastros de reserva em Alagoas. O governador Renan Filho esclarece que será convocado, prioritariamente, o efetivo da Universidade Estadual das Ciências da Saúde do Estado de Alagoas (Uncisal), para abrir os últimos leitos da Nova Maternidade Santa Mônica.

Convocação vai permitir a abertura de todos os leitos de UCI e UTI da maternidade (Foto: Carla Cleto)

Convocação vai permitir a abertura de todos os leitos de UCI e UTI da maternidade (Foto: Carla Cleto)

 

São 228 profissionais necessários para disponibilizar os leitos de UCI e UTI da maternidade. É um impacto de R$ 6,6 milhões na folha do Governo de Alagoas. Atualmente, a unidade conta com 15 leitos de UTI Neonatal e 11 da UCI, além dos 45 de alojamento conjunto e os 12 leitos disponíveis na Enfermaria Canguru. A unidade hospitalar é referência no Estado no atendimento às gestantes de alto risco.

 

“Vou convocar o restante do efetivo da Uncisal. Isso vai permitir a abertura de todos os leitos. A partir daí, vou seguir com as demais convocações. Lembro que os outros Estados nem pagam a folha”, recordou o governador, comprovando, sobretudo, que o Estado vive um momento diferente de todo o Brasil.

 

O momento diferenciado que Alagoas hoje ostenta é fruto de muito trabalho e dedicação, além do zelo com as contas públicas. “Já convocamos policial, convocando a Reserva Técnica da Polícia Militar; professor para a rede estadual e para a Uncisal, convocamos médicos. Ou seja, temos muitas reservas técnicas, mas o governador, em nome da sociedade, deve convocar organizadamente e hierarquizando sempre pela necessidade do cidadão, a próxima convocação será a continuação da Uncisal”, ressaltou Renan Filho.


Comentar usando