, Sábado - 23 de Junho de 2018

 

Real Madri irá disputar Gabriel Jesus com Barcelona, diz jornal espanhol

/ 5:37 - 24/06/2016


Além do Barcelona, Gabriel Jesus despertou o interesse do Real Madrid (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Real Madrid é mais um clube europeu que monitora os passos do atacante Gabriel Jesus no Palmeiras. O jornal espanhol Marca reportou nesta sexta-feira que a diretoria merengue observa há tempos o rendimento do atleta, mas tratou de intensificar os esforços para garantir a sua contratação após o Barcelona declarar interesse no jogador. Também estão na briga pelo jovem alviverde a italiana Juventus e o inglês Manchester City.

Na última terça-feira, o diretor de futebol do Barcelona, Raúl Sanllehí, esteve no estádio Palestra Itália para observar o desempenho de Gabriel Jesus. O atacante não decepcionou o emissário catalão e anotou os dois gols da vitória por 2 a 0 contra o América-MG. O resultado levou o Palmeiras para a liderança isolada do Brasileirão, com 22 pontos.

Ao apresentar Gabriel Jesus à torcida do Real Madrid, o Marca diz que ele é um “atacante que se destaca por sua habilidade e capacidade para desequilibrar” as partidas. “Não é um centroavante nato, apesar de não decepcionar quando precisa marcar gols. Ele já fez seis tentos nas dez partidas que disputou na edição atual do campeonato”, diz a publicação espanhola.

Marca também destaca que Gabriel Jesus será um dos possíveis convocados pelo técnico Rogério Micale para a disputa das Olimpíadas do Rio de Janeiro. “Na equipe canarinho, ele dividirá um lugar no ataque com um dos seus ídolos, Neymar”, diz o jornal. Há um consenso no Palmeiras de que o atacante receberá ofertas do futebol europeu após o término do Rio 2016.

O Real Madrid figura junto de Bayern de Munique, Barcelona, Paris Saint-Germain e Manchester United numa lista de clubes que encontrarão facilidades para contratar o jogador. O Palmeiras será obrigado a autorizar a saída de Gabriel Jesus se um dos cinco times oferecer 24 milhões de euros (R$ 92 milhões). As outras equipes interessadas terão de pagar uma multa de 40 milhões de euros (R$ 154 milhões) para ficar com o atleta.

Apesar das quantias astronômicas que estão envolvidas na transação, o Palmeiras detém apenas 30% dos direitos econômicos do jogador. Para o clube renovar o contrato do atacante até o final da temporada de 2019, ficou acertado que o restante seria dividido entre o próprio atleta (15%), o empresário Cristiano Simões (32,5%) e Fábio Caran (22,5%), seu ex-agente.

Gazetaesportiva


Comentar usando