Boa Tarde!, Sábado - 20 de Outubro de 2018

 

Quid STEM?

Alyshia Gomes / 11:23 - 16/08/2018

Estima-se que 75% de todos os empregos exigirão habilidades STEM na próxima década.


STEM está em toda parte. No entanto, é muito provável que você ainda esteja vendo a expressão em websites e folhetos de universidades mas não tenha certeza do que isso significa. Verdade?

Trata-se do acrônimo de Ciência (Science, em inglês), Tecnologia, Engenharia e Matemática e refere-se a quaisquer assuntos que se enquadrem nessas quatro disciplinas de forma transdisciplinar e ensinados com base em atividades práticas. Popularizada a partir dos anos 2000 pela Fundação Nacional da Ciência, agência governamental norte-americana que promove pesquisa e educação em ciência e engenharia, a expressão surge de discussões sobre a falta de diplomados qualificados para trabalhar em empregos de alta tecnologia nos EUA. Desde a sua criação, governos e universidades em todo o mundo têm priorizado a atração de alunos para os cursos STEM com o objetivo de resolver esse problema. Por isso mesmo, em alguns casos,  se você estudou uma área STEM em nível de graduação e está procurando trabalho nesse campo, pode encontrar mais facilidade para migrar.

Veja uma lista de alguns dos outros cursos STEM que você poderia estudar:

  • Engenharia aeroespacial
  • Astronomia
  • Bioquímica
  • Biologia
  • Engenharia química
  • Química
  • Engenharia Civil
  • Ciência da Computação
  • Engenharia elétrica
  • Matemática
  • Engenharia Mecânica
  • Física
  • Psicologia
  • Estatística

Em termos de carreira, alguns desses assuntos oferecerão uma progressão bastante direta para determinadas carreiras. A engenharia aeroespacial, por exemplo, pode levar a um trabalho de pós-graduação trabalhando para um dos maiores projetistas de aeronaves do mundo, como a Rolls Royce.

Alguns trabalhos de pós-graduação relacionados a STEM são bem diferentes. Por exemplo, um diploma STEM poderia levar a uma carreira trabalhando em efeitos especiais em Hollywood. Até que pode ser interessante, não é?

Mas se você preferir trabalhar em um contexto mais tradicional, há também a possibilidade de desenvolver projetos em áreas como finanças/ contabilidade, construção, telecomunicações e setor de energia. É possível, sim! Aliás, diante da previsão de que 75% de todos os empregos exigirão habilidades STEM na próxima década, tal realidade é mesmo certa.

Este texto foi originalmente publicado pelo QS Top Universities e adaptado para a coluna Estudar Lá Fora. Para acessar a versão original, escrita por Craig OCallaghan, clique aqui.

O comentário no jornal “O Dia Alagoas” vem trazendo mais informações e oportunidades de bolsa para quem trabalha com STEM. Informe-se, prepare-se e inscreva-se!


Comentar usando