Bom Dia!, Sexta-Feira - 14 de Dezembro de 2018

 

Projeto Maracatu na comunidade fortalece tradição popular em escola na cidade universitária

Assessoria / 4:04 - 12/04/2018

Serão 8 Oficinas Artísticas durante todo o ano letivo de 2018 dialogando com a comunidade escolar da região


(Divulgação)

(Divulgação)

Acontece na sexta-feira, dia 13 de abril, na Escola Municipal Corintho da Paz, a partir das oito horas da manhã, o lançamento do projeto “Maracatu na Comunidade” que visa fortalecer a tradição popular do Maracatu entre a comunidade escolar da região da Cidade Universitária. O projeto foi contemplado em edital público para a formação da Rede Municipal de Pontos de Cultura, promovida pela Fundação Municipal de Ação Cultural em parceria com o Ministério da Cultura através do Plano Nacional Cultura Viva.

O objetivo do “Maracatu na Comunidade” é fortalecer e estruturar o Maracatu Raízes da Tradição, localizado no Conjunto Otacílio Holanda, para o fortalecimento e difusão da cultura popular junto à comunidade do bairro Cidade Universitária por meio da realização de oficinas de capacitação com a temática da cultura afro-brasileira, a serem realizadas na Escola Municipal Corintho da Paz no Eustáquio Gomes.

A Mãe de Santo e idealizadora do projeto, Veronildes Rodrigues, conhecida como Mãe Vera afirma que, “esse projeto vai ser bom pra toda comunidade e pra todo Maracatu, porque ele vai servir como uma referência para as pessoas compreenderem a importância da cultura do Maracatu.

A realização do projeto é da Associação de Moradores do Novo Jardim e Jardim Royal que vem promovendo nos últimos anos uma série de projetos e atividades voltadas para esportes, artesanato e geração de renda, e através do Ponto de Cultura tem incentivado as manifestações culturais de matriz africana.

A idealização e concepção do Maracatu na Comunidade é da Abassá de Angola Casa de Resistência Afro Brasileira, “esse projeto vai servir também para que os moradores tenham uma conscientização em torno das melhorias que mais precisam” conclui a Mãe Vera. Para isso, seu cronograma inclui o fomento à criação de núcleos locais para desenvolvimentos de projetos sustentáveis e assessorias técnicas para capacitação, planejamento e gestão do ponto de cultura.

Coordenação de Produção Keka Rabelo, Assistentes de Produção Carleane Santos e Kleiton da Silva e Comunicação Josian Paulino. Outro marco importante do projeto é a formação da cadeia produtiva dentro do Maracatu Raízes da Tradição.

(Divulgação)

(Divulgação)

Estão previstas durante um ano da execução do projeto oficinas de: Percussão Ritmo e Comunidade, Estética Afro, Teatro do Oprimido, Contação de Histórias, Capoeira e Gênero, Dança Afro, Figurino e Afro-Empreendedorismo. Todas serão gratuitas e abertas em um primeiro momento para os alunos da Escola Corintho da Paz e algumas vagas para a comunidade em geral.

Maiores detalhes do Projeto na Fan Page

Local: Escola Corintho da Paz – Eustaquio Gomes

Data: 13 de Abril (Sexta – Feira)

Horas: 08:00/14:00 e 19:00 horas

Infromações: 55 82 99632 6584/ 98849 2085


Comentar usando