, Segunda-Feira - 23 de Abril de 2018

 

Polícias Civil, Militar e Federal cumprem operações em Maceió e no interior

Da Redação com assessorias / 8:28 - 12/04/2018

Em Campo Grande, fraude contra o Bolsa-Família; em Maceió e Rio Largo, tráfico e assassinatos


As Polícias Civil, Militar e Federal acordaram cedo nesta quinta-feira (12) para o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão em Maceió, Rio Largo e Campo Grande. As instituições fazem duas investidas distintas: PM e Polícia Civil tentam prender traficantes e assassinos na região metropolitana da capital. Já PF, faz busca por documentos e outros materiais nos endereços de gestores da Prefeitura Municipal de Campo Grande por suspeitas de envolvimento em fraude no Bolsa-Família, transferência de recursos federais para pessoas que vivem em extrema pobreza com renda “por pessoa”, de R$ 85,00.

Os federais tentam esclarecer uma fraude contra o programa federal, que consistia no recebimento de repasses no programa de transferência de recursos por pessoas inseridas de forma ilegal em núcleos familiares. Isso teria gerado um prejuízo muito grande ao erário, só em 2017. Nesta manhã, o principal alvo da PF é a sede da Secretaria Municipal de Assistência Social da cidade e as residências de gestores e ex-gestores da Secretaria.

Traficantes e assassinos
Em Maceió e Rio Largo, as polícias estaduais – numa operação conjunta – já prenderam seis pessoas e apreenderam um adolescente. Ao todo, a 17ª Vara Criminal da Capital expediu 46 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão. São pessoas, conforme a polícia, de envolvimento efetivo em assassinatos e no tráfico de drogas.

A ação teve a participação de militares do 8º Batalhão de Polícia Militar, do 1° e  do 4° BPM, do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE), Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd), Batalhão de Radiopatrulha (RP), Batalhão de Operações Especiais (Bope). Da PC, participam policiais da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico, da Asfixia e do 24º Distrito Policial e Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos.


Comentar usando