Pesquisa mostra redução de vazamentos de gás em Alagoas

Agência Alagoas / 12:16 - 08/11/2017

Número detectados reduziu de 119, em 2009, para três em 2017


Durante 22 dias, entre setembro e outubro deste ano, técnicos da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal) acompanharam as inspeções realizadas pela concessionária Algás durante o Programa Anual de Pesquisa de Vazamentos de Gás Natural. Dos 9.415 pontos críticos analisados no Estado, em 99 locais de entrega do produto, foram detectados três vazamentos, um deles em uma unidade consumidora residencial e os outros dois em uma Estação de Regulagem de Pressão (ERP). Todos foram considerados de pequena intensidade e reparados em uma hora, em conformidade com os prazos estabelecidos pela Arsal.

O universo vistoriado englobou 20 usuários residenciais, 20 usuários comerciais, 14 indústrias, 27 postos de Gás Natural Veicular (GNV), três Estações de Transferência de Custódia, 12 Estações de Regulagem de Pressão, uma Base de Compressão e duas unidades de cogeração, nos municípios de Maceió, Atalaia, Marechal Deodoro, Penedo, Pilar, Santa Luzia do Norte, Satuba e Rio Largo.

Este é o nono ano de realização da pesquisa preventiva, que foi estabelecida pela Arsal visando rastrear vazamentos em toda extensão da rede de distribuição de gás natural canalizado no Estado, a fim de prevenir incidentes, minimizar riscos e garantir a integridade e continuidade operacional do sistema.

Clara Alves, gerente de Gás Natural da Agência Reguladora, destacou que desde que a pesquisa começou a ser feita, em 2009, o número de vazamentos detectados reduziu significativamente, passando de 119 no primeiro ano para três em 2017.


“Esse resultado valida a eficiência do programa instituído pela Arsal, mostra os resultados efetivos das fiscalizações da Agência para controle da qualidade e segurança do serviço prestado e a melhoria das operações e manutenções realizadas pela Algás na rede de distribuição”, avaliou a gerente, frisando que a inspeção deste ano comprovou que o sistema está operando em conformidade com as normas e resoluções expedidas pelo órgão regulador.
O sistema de distribuição de gás natural atende 9.438 unidades consumidoras, sendo 34 indústrias, 30 postos automotivos, 582 estabelecimentos comerciais, 8.787 unidades residenciais (condomínios, prédios e residências) e cinco unidades de cogeração, em oito municípios alagoanos.


Comentar usando