Oxetoberfest quer raízes nordestinas concorrendo com evento de Blumenau

Mariana Lima / 6:14 - 27/10/2017

Encontro de cervejeiros quer ser nova atração turística de Maceió e chegar ainda às cidades do interior


Prestes a realizar seu último evento de 2017, a Oxetoberfest chega ao fim em Maceió colecionando vitórias apenas em seu segundo ano de vida. O grande e final encontro dos cervejeiros – este ano – será neste sábado (28), das 14h às 22h, no Espaço Pierre Chalita, fechando quatro fins de semana seguidos de eventos regados a cervejas artesanais alagoanas e apresentação ao modo de vida “beba menos, beba melhor”.

Sim, a Oxetoberfest surgiu inspirada na grande festa realizada em Blumenau, no estado de Santa Catarina, e tantas outras ao redor do mundo que celebram a cultura e cervejas da Alemanha, mas traz em seu bojo a valorização da cultura nordestina, com direito a chapéu do couro e cervejarias artesanais da região, especialmente as alagoanas.

Divulgação

A organização da “Oxetober” ficou a cargo do sommelier de cerveja Bruno Peixoto e do empresário Guilherme Jordão, ambos membros da Confraria Beermoon, grupo de amigos que gostam de rótulos de cervejas mais especiais, seja pelos ingredientes, seja pelo modo de fabricação. Foi praticamente este o público da primeira Oxetberfest, em 2016, que foi apenas uma festa para 200 pessoas, feita meio a toque de caixa, lembra Bruno.

“A Confraria foi criada em julho do ano passado e em outubro a gente veio com a ideia de fazer a festa como era a Oktoberfest, mas de uma forma diferente, valorizando a cultura nordestina. Só que ela nunca foi só uma festa, nós sempre pensamos em fazer de uma forma que, no futuro, a nossa Oxetober seja uma atração turística que rivalize com a festa de Blumenau, que as pessoas parem e pensem se viajam para uma festa ou a outra”, declara.

Primeiro evento da Oxetoberfest 2017, na Ponta Verde (Foto: Instagram Oxetoberfest)

Primeiro evento da Oxetoberfest 2017, na Ponta Verde (Foto: Instagram Oxetoberfest)

Ou seja, enquanto Alagoas tenta entrar de vez no turismo de eventos, o sommelier de cerveja entrega “de presente” uma atração daquelas. “Imagina só: as praias de Maceió, do Francês, esse litoral aqui mais perto, e o pessoal podendo conhecer mais da cultura nordestina ao vir para um evento de cervejas artesanais? Isso chama atenção, é diferente do que tem em Blumenau”, provoca Bruno.

Organizadores apostam pesado no turismo de sol, praia e cerveja (Reprodução)

Organizadores apostam pesado no turismo de sol, praia e cerveja (Reprodução)

Os organizadores aproveitam o crescimento do interesse do público pelas cervejas artesanais, em uma situação que se alimenta da afirmação das cervejarias artesanais em Maceió – Hop Bros, Caatinga Rocks, DasLagoas Brew Pub e Cevada Pura, cada uma anfitriã de um sábado deste mês de outubro.

Divulgação

Divulgação

“Os eventos pontuais foram uma fórmula que deu certo. Teve seus pontos a melhorar, claro, mas deu para ver qual estilo foi mais adequado, ver como trabalhar melhor essa pegada mais cultural, para não ficar só na festa da cerveja”, revela.

Para este sábado, a festa promete. São mais de 20 rótulos de cervejas artesanais nordestinas com descontos de até 40%, apresentações de coco de roda e capoeira, show de forró pé-de-serra e também de pop rock. A entrada, a R$ 45,00, ainda está sendo vendida no site www.oxetoberfest.com.br ou compradas na hora.

“Esse é um formato que está sendo adotado ao redor do país, para contemplar também as pessoas que não bebem ou que bebem pouco e que ainda querem participar do evento, porque tem outras atrações além da cerveja. Mas a expectativa é atrair um público novo, que não conhece ainda a cerveja artesanal, propagar a cultura cervejeira, que é um dos objetivos da Confraria”, convida Bruno.


Comentar usando