Boa Noite!, Terça-Feira - 23 de Outubro de 2018

 

Os Simpsons torna-se a série roteirizada mais longa da história

Correio Braziliense / 5:27 - 30/04/2018

O 636º episódio foi ao ar nos Estados Unidos neste domingo


Um marco surpreendente para o desenho mais amarelo da TV. Os moradores de Springfield, representados pela família de Homer, Lisa, Marge, Bart e Maggie alcançaram o recorde de série roteirizada de horário nobre mais longa da história da TV ocidental, com a exibição do episódio de número 636 na noite do último domingo (29).
A vitória de Os Simpsons – pelo canal Fox – ultrapassou o marco da série Gunsmoke, que ficou no ar entre 1955 e 1975, e teve 635 episódios. Gunsmoke (no Brasil, O lobo) contava a clássica história de um faroeste no oeste norte-americano e era transmitido pela emissora CBS, a série foi uma das que migraram da rádio para a TV no começo dos anos 1960.
Simpsons_dR4fMu0
Matt Selma, o produtor-executivo de Os Simpsons, não deixou o momento passar em branco. Por meio de uma rede social, Selma comemorou o recorde do desenho. Com uma foto ilustrando Homer e o personagem de Gunsmoke, o produtor comentou: “Os Simpsons ‘derrubaram’ Gunsmoke”.
O episódio icônico e polêmicas
O episódio que precisou o recorde é Forgive and Regret (Perdão e arrependimento, em tradução livre) e apresentou ao público a história da vovó Simpson contando um segredo no berço de morte para o Homer. Mas não se preocupe, ela não morre, porém, passa a viver com o arrependimento de ter falado mais do que devia.
Ao mesmo tempo em que quebrou o recorde, Os Simpsons se envolveu em polêmicas nas últimas semanas. O desenho é acusado de usar estereótipos racistas para lidar com personagem Apu. Inclusive, o ator responsável por dar voz à animação, Hank Azaria, admitiu que está considerando abandonar a interpretação de Apu, caso a produção não o dê novas características.
Ao apresentador norte-americano Stephen Colbert, no programa Late show, Azaria afirmou: “Eu estou perfeitamente confortável e feliz de sair da série, ou ajudá-la a se transformar em algo novo. Eu realmente espero que seja isso que Os Simpsons faça, é o que faz sentido e o certo a se fazer”.

Comentar usando