Morte de policial civil: latrocínio ou crime de mando dentro do ônibus?

Da redação / 9:56 - 21/07/2016

Operação da SSP tenta prender bandidos que mataram o agente da polícia José Clério Vieira


201607212014_5c16067c86

Policial civil morreu após ser baleado (Foto: cortesia)

O policial civil José Clério Vieira pode ter sido assassinado no interior de um ônibus da Viação Real Alagoas, por ter sido reconhecido por um dos bandidos que assaltavam os passageiros. Outra hipótese para o crime é de assassinato e, neste caso, a ação criminosa seria uma represália dos bandidos. O policial foi morto agora à noite, pouco depois das 20h.

Por enquanto, a hipótese admitida é para o crime de latrocínio: matar para roubar. Após dois tiros, um na cabeça e outro no abdome do policial civil, um dos criminosos pegou a pistola dele e fugiu. As suspeitas são de que dois outros criminosos davam cobertura aos bandidos que entraram no ônibus.

A polícia recebeu a informação que, após descerem do ônibus, eles subiram em duas motocicletas que seguiram em direção ao Residencial Gama Lins, nos fundos do sistema prisional.

A polícia investiga as imagens de um telefone celular que um dos bandidos deixou cair dentro do ônibus. Uma fotografia está sendo divulgada nos grupos de WhatsApp como sendo do bandido que atirou no policial civil. Mas essa informação não está sendo divulgada oficialmente porque a polícia não sabe se o telefone é ou não produto de roubo ou furto.


Comentar usando