Boa Noite!, Sexta-Feira - 22 de Junho de 2018

 

Marechal Deodoro sedia Seminário sobre Saúde e Tecnologia

Assessoria / 3:17 - 07/06/2018

Durante todo o dia, secretários municipais, coordenadores de Atenção Básica e toda a equipe da Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro discutiram como a tecnologia pode ajudar a melhorar o serviço de saúde nos municípios


(Foto: Assessoria)

(Foto: Assessoria)

O município de Marechal Deodoro sedio o “Seminário de Saúde e Tecnologia: Inovação e Ferramentas Práticas para Ajudar a Vencer os Desafios na Atenção Básica”, um evento que discutiu com profissionais da saúde sobre como o uso da tecnologia pode ajudar e transformar os serviços de saúde nos municípios. O evento aconteceu no auditório do Campus Veterinário do (Cesmac), em Marechal Deodoro.

Durante toda essa quinta (07), secretários municipais de Saúde, coordenadores da atenção básica, profissionais de saúde e toda equipe da Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro assistiram a palestras e participaram de oficinas sobre onze temas que relacionaram tecnologia, inovação e saúde.
De acordo com o secretário de Saúde de Marechal Deodoro, Aérton Lessa, o maior foco do evento foi despertar para secretários e profissionais da saúde a importância do uso da tecnologia na promoção da saúde.
“Mostramos aos profissionais médicos, enfermeiros, dentistas, secretários e coordenadores tanto de Marechal como das cidades vizinhas que a tecnologia não é mais bicho de sete cabeças, ela veio para ficar e já é realidade em muitos locais. O Ministério da Saúde vem obrigando a informatização das Unidades Básicas de Saúde e é preciso começar a entender de que forma a tecnologia pode ajudar a melhorar os serviços da saúde básica, de como podemos usar os dados fornecido por essas tecnologias para ajudar nos serviços ofertados e no monitoramento da população”, disse o secretário.
Durante todo do dia foram apresentados vários cases de sucesso, entre eles o monitoramento populacional realizado em Marechal Deodoro realizado por meio de SMS com as gestantes do município. O trabalho começou no ano passado no período após as enchentes quando a população vítima das chuvas passou a ser monitorada para saber se estavam com sintomas de doenças de veiculação hídrica. O sucesso foi tanto que a tecnologia passou a ser usada com outros grupos, a exemplo das gestantes do município. Das 330 gestantes acompanhadas no Circuito da Mulher, 280 já são monitoradas via SMS, um sistema gratuito, que por troca de mensagens no celular faz com que a geste se comunique diretamente com sua enfermeira, receba orientações e informe queixas.
Além disso, também foram apresentados casos de sucessos referentes ao uso de dados para o planejamento de ações, telemedicina, monitoramento de doentes crônicos, auxílio ao diagnóstico através da computação Cognitiva, entre outros.
A principal atração do seminário foi a palestras do CEO da TNH Health, o russo-canadense Michael Kapps, economista de Harvard, finalista do Prêmio Empreendedor Social da Folha de São Paulo, consultor do Vale do Silício nos EUA. Além de abordar as tecnologias mais usadas na área da saúde mostrando os resultados positivos, o empreendedor social lançou o projeto Cidade Inteligente Saudável, que trata do usos de uma série de novas tecnologias e métodos para melhorar a qualidade dos serviços de saúde e Marechal Deodoro foi o município escolhida como referência como uma das primeiras cidades inteligentes a adotar esse método inovador, rápido e com considerável redução nos custos assistenciais.
Durante o lançamento do evento, o prefeito Cláudio Filho Cacau destacou o sucesso do trabalho que vem sendo realizado no município.
“Ninguém muda a realidade de anos em poucos meses, mas estamos no caminho certo. Este seminário é de grande importância para mostrar os avanços que estão acontecendo e trocar experiências. Temos investido bastando em tecnologia, a exemplo do monitoramento e do uso dos tablets pelos agentes de saúde e os resultados já são excelentes. Temos 52 mil habitantes em Marechal e 47 mil já cadastrados”, disse o prefeito.
O seminário foi realizado pela Prefeitura de Marechal Deodoro, Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec); Conselho de Secretarias Municipal de Saúde de Alagoas (Cosems); Fundação Lemmann, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal).

 


Comentar usando