Mais aperto: Temer vai anunciar corte de gastos e congelamento de salário de servidores

Diário de Pernambuco / 11:10 - 12/08/2017

As medidas já estão prontas e vão ser divulgadas nesta segunda (14), junto com as metas ficais para 2017 e 2018


O governo federal deixou para a próxima segunda-feira (14) o anúncio oficial do pacote de medidas para conter gastos com funcionalismo, entre elas o congelamento dos reajustes dos servidores do Executivo que estão previstos para 2018. As medidas já estão prontas e envolve o congelamento de salários de servidores. Mas a área econômica de Michel Temer considera mais adequado fazer o anúncio ao mesmo tempo em que divulgar a mudança das metas fiscais para 2017 e 2018.

A maior parte dos aumentos salariais de servidores foi aprovada ainda no ano passado pelo Congresso Nacional, e agora é preciso nova alteração legislativa para adiá-los para janeiro de 2019. O mais provável é que a proposta seja encaminhada em uma ou mais Medidas Provisórias (MPs), que têm vigência imediata. A medida, segundo o governo, traria uma economia de cerca de R$ 9 bilhões no ano que vem, ajudando a fechar as contas do Orçamento de 2018.

O pacote deve sofrer rejeição da categoria. Os sindicatos têm feito o discurso de que Temer abriu os cofres para liberar emendas parlamentares e se livrar da denúncia de corrupção passiva, mas agora quer mexer no bolso do trabalhador. No início da semana, o ministério da Fazenda chegou a cogitar aumento do Imposto de Renda, o que foi duramente contestado pelo presidente nacional da OAB, Cláudio Lamachia.


Comentar usando