Levar CSA ao título é questão de honra para Feijó

/ 4:14 - 07/10/2015

Conselheiro azulino quer homenagear seu pai


O conselheiro e colaborador do CSA João Feijó disse na manhã desta quarta-feira (7) que se trata de uma questão de honra contribuir para que o Azulão conquiste o título do Campeonato Alagoano e, em consequência obtenha vaga no Campeonato Brasileiro da Série D, tendo assim o chamado calendário do futebol em 2016. Emocionado, ele explicou que essa obrigação de ver o time azulino campeão partiu do desejo de seu pai, Nelson Peixoto Feijó, que morreu em 2015. “Não desejo nenhum cargo no clube e sim realizar um dos meus sonhos e poder lembrar o pedido do meu pai, Nelson Peixoto Feijó, em vida de fazer um CSA com grande calendário e se possível campeão de 2016.”, disse Feijó.

João Feijó, Rafael Tenório, Emerson Júnior e Carlos Kila

João Feijó, Rafael Tenório, Emerson Júnior e Carlos Kila (Ascom/CSA)

Ver Rafael Tenório erguendo o troféu de campeão Estadual em 2016 será a concretização do sonho de seu pai. “Meu maior sonho de vida é ver Rafael Tenório levantando o título, lembrando meu pai”, disse Feijó, emocionado, durante coletiva de imprensa que serviu para apresentar o novo diretor-executivo de futebol do CSA, Carlos Kila. Feijó quis deixar claro sobre obrigação para desmentir de bastidores que dão conta que sua presença no Mutange serviria para a contratação de jogadores ligados ao dirigente. “Não quero cargo no CSA. Não disponho de tempo”, disse.

Quanto a apresentação do novo diretor-executivo de futebol do CSA, Feijó disse que Carlos Kila terá a função de blindar e organizar o Azulão para a próxima temporada.  A contratação de Carlos Kila, que tem cargo remunerado, faz parte da estratégia de transformar o clube em uma empresa, que é uma iniciativa que está sendo adotada por alguns outros times do País.


Comentar usando