Boa Noite!, Domingo - 21 de Outubro de 2018

 

Igrejas de Santiago sofrem ataques dias antes de visita do papa ao Chile

Estadão / 4:07 - 12/01/2018

Governo apresentará uma ação nas próximas horas por infração à lei de armas, após ataque a templos


Três igrejas católicas foram atacadas na madrugada desta sexta-feira em Santiago, a poucos dias da chegada do papa Francisco ao Chile. O subsecretário do Interior, Mahmud Aleuy, visitou esta manhã duas das três igrejas atacadas nas comunas de Estação Central, Recoleta e Peñalolén.

Aleuy confirmou que “o governo apresentará uma ação nas próximas horas por infração à lei de armas, após ataque a outros dois templos”.

“Isso de ontem à noite é muito estranho, porque não é algo que alguém possa identificar, como um grupo específico, se chama ‘corpos livres’, ou uma coisa assim”, disse a presidente Michelle Bachelet, consultada pelos ataques em uma entrevista de rádio.

O primeiro dos ataques com artefato incendiário ocorreu na comuna de Estação Central e atingiu a paróquia Santa Isabel da Hungria, onde foi encontrado um panfleto com uma mensagem contra o pontífice: “Papa Francisco, as próximas bombas serão na sua batina”.

A igreja teve danos na fachada e nos vitrais.

O ataque seguinte atingiu a igreja Emmanuel, na Recoleta, que teve danos nas portas e janelas. Instantes depois foi registrado outro ataque, desta vez na paróquia Cristo Vencedor, na comuna de Peñalolén.

Francisco chegará na noite de segunda-feira ao Chile para iniciar uma visita de três dias, nos quais celebrará missas em massa em Santiago e nas regiões de Temuco e Iquique.


Comentar usando