Boa Tarde!, Sábado - 23 de Junho de 2018

 

Hemoal e Hemoar promovem ‘Campanha Torcer está no Sangue’

Agência Alagoas / 2:52 - 08/06/2018

Ação vai ocorrer entre a segunda (11) e sexta (15), quando acontece a Semana Mundial do Doador de Sangue


Que tal ajudar a salvar até quatro vidas e, ainda, receber uma camisa para torcer pela Seleção Brasileira, durante os jogos da Copa do Mundo de Futebol? Isso será possível para os voluntários que comparecerem aos Hemocentros de Alagoas (Hemoal) e Regional de Arapiraca (Hemoar) entre a segunda (11) e a sexta-feira (15), quando acontece a Semana Mundial do Doador de Sangue, que tem como slogan “Torcer está no Sangue”.

Por meio desta ação, os hemocentros públicos alagoanos esperam formar um estoque de sangue satisfatório para atender a crescente demanda de transfusões durante o mês de junho e julho. Isso porque, neste período, além das férias do meio do ano, irão ocorrer os feriados dos festejos juninos e haverá também as festas comemorativas em razão da Copa de Futebol na Rússia.

“Estamos com apenas 64% do estoque de sangue mínimo necessário, uma vez que dispomos de 194 bolsas de sangue, mas necessitaríamos de 300. Com isso, temos que formar um estoque estratégico para atender as maternidades e hospitais que necessitarem de sangue neste período”, salientou Maria das Graças Padilha, assistente social do Hemoal.

Onde doar – Para se candidatar à doação de sangue, basta se dirigir até o Hemoal Trapiche, localizado ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE). A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h.

Já no Hemoal Farol, localizado no Hospital do Açúcar, o atendimento ocorre das 8h às 11h. As doações também podem ser realizadas no Hemoar, situado na Rua Geraldo Barboza Lima, no Centro de Arapiraca. O órgão atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

Critérios da Doação – Para se candidatar à doação de sangue é necessário ter idade entre 16 e 69 anos, no mínimo 50 kg e portar um documento de identificação com foto, segundo exigência do Ministério da Saúde (MS). No caso dos menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado dos pais.

Além destes pré-requisitos, o voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 11 anos. É indispensável que o candidato à doação de sangue compareça bem alimentado. Em se tratando das gestantes e lactantes, não é permitida a doação. Já quanto aos doadores que irão repetir o procedimento, estipula-se um intervalo de dois meses para os homens e três para as mulheres.

 


Comentar usando