, Quinta-Feira - 15 de Novembro de 2018

 

Grupo de mulheres incentiva donas de casa saírem do sedentarismo

Erika Messias- Estagiária / 10:26 - 10/05/2018

Mulheres Que Correm reúne mais 46 participantes na Praia da Avenida em torno da qualidade de vida e prepara grande evento para o Dia das Mães


Quando pensamos em práticas de atividades físicas ao ar livre em Maceió, logo direcionamos nossa mente para lugares como as orlas de Ponta Verde e Jatiúca. É muito comum se deparar com várias pessoas no calçadão dessas praias fazendo exercícios a qualquer horário, mas há seis meses o grupo Mulheres Que Correm faz da Praia da Avenida o cenário ideal para incentivar donas de casa do Prado lutarem contra o mal do século, o sedentarismo.
De acordo com um relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgado em 2017, 29,4% dos alagoanos não praticam exercícios físicos. Esse índice fica ainda mais alto quando se trata da população feminina, e não só em Alagoas – a proporção nacional chega a 33,4% de sedentárias.
Screenshot_2018-05-09-12-45-13-1

Juntas há seis meses, essas mulheres são incentivadoras do bem-estar e companheirismo (Foto: Arquivo pessoal)

Com a ajuda das redes sociais, usando a #JuntasSomosMaisFortes, o grupo Mulheres Que Correm, organizado pela recepcionista e dona de casa Tatiana Kelly, vem mudando essa realidade aos poucos para a comunidade feminina do Prado.
“Eu já corro há alguns anos e decidi incentivar outras mulheres do meu bairro a saírem da zona de conforto fazendo pequenos vídeos durante meus treinos, postando nas minhas redes sociais como forma de contive”, conta Tatiana.
Aos poucos, o grupo foi ganhado novas corredoras e com a ajuda da internet, Tatiana viu que seus convites surtiram um efeito satisfatório.
“No começo de tudo, o grupo tinha apenas quatro integrantes. Com o Instagram feito para divulgar os dias de treinos, ele foi crescendo e hoje temos mais de 46 pessoas. Isso é uma vitória para mim”, comenta.
Para Tatiana, que já tem oito pódios como corredora, o grupo é mais uma forma de fazer mulheres comuns acreditarem que podem alcançar uma boa forma física e se sentir bem consigo mesmas.
6cbad35cf8ba524b19b6c7f317e6b1ae
“O Mulheres Que Correm existe não só para tirar mulheres da condição do sedentarismo, ele serve também como uma forma de fortalecer o companheirismo entre nós, e isso ajuda muito a manter todas juntas buscando uma boa forma e a saúde. Tenho certeza de que para todas nós encontrar incentivo e apoio é algo fundamental para continuar se exercitando”, explica.
Correr faz bem para o corpo e a alma
Que praticar esportes faz bem à saúde todo mundo sabe, mas para essas mulheres o apoio de cada uma faz muita diferença na hora de seguir em frente e continuar correndo. Elas se reúnem de acordo com os horários disponíveis, entre a dupla jornada dos afazeres de casa e seus trabalhos fora, para não só manter um corpo em forma, mas também compartilhar suas conquistas na vida. Assim, constroem uma amizade, que é o maior incentivo deste grupo.
Screenshot_2018-05-09-12-46-10-1-1

Maxssuela (da direita) encontrou no grupo a saída para a depressão (Foto: Arquivo pessoal)

A técnica de enfermagem Maxssuela Souza é a prova concreta de que o esporte pode salvar vidas, como ela mesma defende. Foi através do apoio de suas companheiras que ela literalmente correu de uma doença que atualmente afeta muitas pessoas.
“Eu estava com começo de depressão quando conheci o grupo. Tinha perdido meu emprego, mas Deus age tremendamente na nossa vida, e correr foi uma solução para mim. Aqui a gente conhece outras pessoas e histórias diferentes e eu gosto muito”, relata Maxsuela.
Correndo desde o início do grupo, ela é também uma daquelas mães que se desdobra entre trabalhar fora e em casa, mas isso não a impede de ir correr.
“Eu tenho dois filhos e trabalho como técnica de enfermagem, então meu dia é bem cheio, mas arrumo tempo de acordo com as escalas do meu trabalho. Deixar de correr com as meninas não é uma opção, pois o esporte me trouxe tranquilidade e consigo cuidar da minha casa e trabalhar mais disposta”, aponta.
Outra base de incentivo para as mulheres do grupo é Adelma Fontes, de 48 anos, diabética há 12 deles. Ela combate a doença todos os dias quando calça seus tênis e vai para a Praia da Avenida caminhar.
Screenshot_2018-05-09-12-44-34-1

Adelma (de camisa branca) está controlando o diabetes com sua caminhadas e é um dos exemplos do grupo ( Foto: Arquivo pessoal)

“Caminhar e correr são aliados fortes para se ter uma vida saudável e minha maior motivação para estar com as meninas é conviver melhor com a diabetes. Aceitando minha doença, eu sei que posso viver melhor, e com o grupo isso se torna mais fácil”, defende.
Praticando exercícios, Adelma é mais um exemplo de que é possível controlar o corpo e viver bem consigo mesma. Para ela, ser diabética nunca vai foi um motivo para ficar parada – e ela quer que outras pessoas saibam disso.
“Para as mulheres diabéticas, eu peço que saiam da sua zona de conforto, ficar parada não vai trazer benefício algum. Saber que temos essa doença é um motivo forte para combatê-la, a melhor coisa que temos a fazer é praticar exercícios. O grupo está de braços abertos, venham se juntar a nós e viver de maneira saudável!”, convida Adelma.
Mamães que correm 
Screenshot_2018-05-09-12-44-11-1
Como mais uma maneira de incentivo, o grupo Mulheres que Correm vai fazer uma corrida especial no Dia das Mães. O treino especial ocorrerá no sábado, dia 12 de maio, às 15h30. O local é o mesmo onde elas sempre se reúnem, a Praia da Avenida.
“Escolhemos esse lugar porque somos moradoras do Prado e é mais fácil para incentivar outras mulheres da região”, esclarece Tatiana.
Durante o treino haverá sorteios, brindes, momentos de hidratação com frutas, zumba e outras confraternizações. Para quem quiser participar da corrida das Mães, ainda há tempo: as inscrições podem serem feitas pelo telefone (82) 98721-0283.
E no resto do ano, o Grupo Mulheres Que Correm se reúne todos os dias na Avenida Assis Chateaubriand, em Maceió. As integrantes treinam todos os dias em três horários: 5h30, 16h e 19h. Elas se encontram sempre em frente à Fábrica Império do Gelo e Conveniência. Além das corridas, a equipe faz a cada fim de semana aulas de zumba e jogos como queimado, para que os exercícios sejam dinâmicos.

Comentar usando