Boa Tarde!, Sábado - 18 de Agosto de 2018

 

Geddel Vieira entrega carta de demissão a Temer

Da Redação com Diário de Pernambuco / 10:33 - 25/11/2016

Acusado de tráfico de influência, ministro é o sexto a deixar o governo Temer em seis meses


O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), acusado de tráfico de influência pelo ex-ministro Marcelo Calero (Cultura), entregou na manhã desta sexta-feira (25) sua carta de demissão. Geddel é o sexto ministro a deixar o governo Temer em seis meses.

A maior preocupação do Palácio do Planalto é com a informação repassada ao governo de que Marcelo Calero gravou conversas com ministros sobre o caso, que atingiu temperatura máxima na quinta-feira (24) depois de revelado o depoimento do ex-ministro da Cultura à Polícia Federal. Segundo informações enviadas ao Planalto, nas gravações há referências ao presidente Temer. Calero prestou depoimento à Polícia Federal e disse que o presidente determinou que ele “construísse uma saída” para o caso.

Equipe de Temer

Na avaliação de assessores presidenciais, a crise atingiu uma posição “delicada” e Geddel deveria pedir o afastamento da Secretaria de Governo para tentar evitar um desgaste ainda maior do presidente da República.

Segundo um interlocutor de Temer, essa deveria ter sido a decisão desde o início da crise envolvendo Geddel, acusado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de pressioná-lo a mudar uma medida que atenderia a seus interesses relacionados a um empreendimento imobiliário na Bahia. Em conversas reservadas, o presidente chegou a dizer que não gostaria de demitir seu ministro. Interlocutores afirmam, porém, que essa era a posição dele antes de a crise piorar.


Comentar usando