Futebol e a era do bastidor virtual

/ 11:44 - 16/10/2017


Marcelo Alves
Repórter

No futebol, a tecnologia já entrou em campo. Nos bastidores também. A Internet criou um novo ambiente no “mundo da bola”: o bastidor virtual. Notícias fake (falsas em português), montagens de fotografias e de imagens circulam no cenário digital com informações inverídicas para prejudicar os clubes. Para se ter uma ideia da situação, a cada fato novo que é divulgado nas redes sociais, surge logo a dúvida: é verdadeiro ou falso?

A tática do bastidor virtual é uma ameaça real que preocupa dirigentes de times profissionais, torcedores e até repórteres. Os presidentes-executivos Marcos Barbosa (CRB) e Rafael Tenório (CSA) afirmaram para a reportagem do site O Dia Mais que já sofreram com os ataques de notícias falsas pelas redes sociais. Repórteres setoristas do Galo e do Azulão confirmaram que o bastidor virtual é uma realidade que se disseminado como informação verdadeira traz prejuízos irreversíveis aos clubes de futebol.

Para entender ainda mais essa nova realidade, a reportagem entrevistou um  especialista na área da tecnologia da informação que alertou para o perigo da viralização de notícias fakes e também deu orientações de como se proteger.

Ainda nesta reportagem, serão apresentados quadrinhos para ilustrar como se dão as movimentações dos bastidores do futebol. O contexto das histórias é apenas ilustrativo.

Arte: Rodrigues

 

Dirigentes confirmam que viralizações tumultuam

Os dirigentes dos dois maiores clubes de Alagoas já sofreram com as notícias fake viralizadas nas redes sociais. Os presidentes executivos Marcos Barbosa (CRB) e Rafael Tenório (CSA) afirmaram à reportagem que o bastidor virtual provoca um rebuliço maior no time do que a forma tradicional de “jogar fora dos gramados”. De acordo com os cartolas, o ataque virtual ocorre com maior frequência quando o time passa por um bom momento na competição que disputa. Para se defenderem desse tipo de jogada online, eles usam a tática da união do elenco para blindar qualquer tipo de informação falsa.

NOTÍCIA DIRIGENTES

Texto e montagem dos quadrinhos: Marcelo Alves / Quadrinhos: Site Toondoo

 

Para Marcos Barbosa, bastidor virtual é “jogo sujo”

MARCOS BARBOSA

Presidente do CRB, Marcos Barbosa (Foto: Douglas Araújo)

O uso do bastidor virtual é classificado por Marcos Barbosa como uma jogada muito suja. “É uma atitude ‘nojenta’ da parte do clube que faz criar notícias falsas para ‘plantar’ na internet”, disse o cartola regatiano.

Informações inverídicas dando conta sobre salário atrasado e atuação de jogador irregular são as principais notícias que já foram criadas para desestabilizar o CRB. Mesmo com a viralização de notícias sobre o Galo, Marcos Barbosa disse que nenhuma prejudicou o ambiente regatiano, porque o grupo está unido. “Essas informações só atingem os times aonde não há sintonia entre jogadores, diretoria e torcida”.

TORCEDORES

Texto e montagem dos quadrinhos: Marcelo Alves / Quadrinhos: Site Toondoo

Entre as notícias fake que viralizaram, Marcos Barbosa citou os casos dando conta de uma suposta irregularidade do meia Chico. De acordo com a informação falsa que balançou a rede da internet, o atleta esta atuando irregular no CRB no Campeonato Brasileiro da Série B. “Outra reportagem que criaram na internet foi dando conta de que eu (Marcos Barbosa) tinha esculhambado o ASA. Eu jamais denegri a direção do ASA”, disse Marcos Barbosa.

 

“Informações falsas partem do nosso maior adversário”, afirma Rafael Tenório

Rafael Tenório

Presidente do CSA, Rafael Tenório (Foto: Alisson Frazão)

Já as notícias fakes que caíram na rede da internet contra o CSA foram identificadas pelo presidente-executivo do CSA, Rafael Tenório. Segundo o cartola azulino, as informações falsas são criação do CRB. “Essas informações falsas partem do nosso maior adversário. O sucesso do CSA vai incomodar nosso principal concorrente. Nosso maior adversário não vai estar satisfeito se o CSA subir [Ascender do Campeonato Brasileiro da Série C para a B]”, disse Rafael Tenório.

REDAÇÃO

Texto e montagem dos quadrinhos: Marcelo Alves / Quadrinho: Site Toondoo

No bastidor digital, o dirigente azulino disse que já circularam notícias dando conta que os jogadores do CSA estavam com seis meses de salários atrasados, bem como atletas atuando de forma irregular, além de possíveis demissões em caso de derrota.

Até desmentir as informações falsas, Rafael Tenório afirmou que a jogada do bastidor virtual desarmoniza o clube. Mesmo assim, o cartola desmerece a ação deste tipo de jogada. “Sei que o bastidor virtual causa um estrago forte se o time não estiver unido com a direção. Mas o bastidor virtual não tem credibilidade”, disse.

 

Especialista fala sobre perigo da propagação da notícia fake e o estrago que ela causa

 

Regatiano diz que acreditou na notícia sobre a renúncia de Marcos Barbosa

O torcedor do CRB Rudson Quintela já leu várias notícias falsas sobre o time regatiano. Entre as informações fakes que leu em redes sociais, ele disse que as que mais lhe causaram preocupação davam conta da renúncia do presidente-executivo do Galo, Marcos Barbosa, e do motivo da demissão do técnico Dado Cavalcante, na ocasião.RUDSON

“Dias antes da realização da festa de aniversário dos cento e cinco anos do CRB, eu recebi no meu WhatsApp uma notícia falando que o Marcos Barbosa iria renunciar a presidência do Galo. Eu cheguei até a acreditar na notícia porque a informação foi passada em um grupo do WhatsApp onde a maioria dos integrantes é conselheiro do Galo”, disse Rudson Quintela. De acordo com ele, a notícia foi desmentida minutos depois de viralizar e “contaminar” muitos torcedores.

“Outra notícia que li e ainda não sei se é fake, foi sobre a demissão do técnico Dado Cavalcante. Li que o treinador foi demitido porque não quis que dois jogadores viajassem para encarar o Brasil de Pelotas por estarem embriagados. Daí a informação trazia que o presidente do CRB havia ordenado que os jogadores jogassem. O resultado foi que o CRB perdeu o jogo. Essa aí eu acho que é fake”, disse Rudson Quintela, que afirma que as informações fakes têm  apenas o objetivo de tumultuar o ambiente do clube.

 

“Boa campanha do CSA atrai notícias falsas para prejudicar”, diz azulino

Ao ler a notícia dando conta que o CRB fez proposta de contrato para o zagueiro Jorge Felipe do CSA, o azulino Emanuel Bernardes ficou preocupado porque o jogador é um dos destaques do elenco do Azulão no Campeonato Brasileiro da Série C. Ele teve acesso a informação através do do seu WhatsApp. “Eu participo de um grupo de WhatsApp onde só tem torcedor azulino. Daí apareceu uma postagem no grupo dando conta de uma notícia que foi veiculada em site e informava o interesse de o CRB querer tirar o zagueiro Jorge Felipe, do CSA. Foi uma polêmica no grupo. Todo mundo xingava”, disse Emanuel Bernardes.

EMANUALDe acordo com o azulino, a informação foi checada em cerca de dez minutos descobriu que era mentira. “Não demorou muito para descobrir que era mentira. Mas a notícia viralizou. Tinha muito torcedor preocupado. Para se ter uma ideia da repercussão: o grupo do WhatsApp de azulinos que eu participo tem aproximadamente cem pessoas. E muitas destas pessoas acabam publicando para outras pessoas”, disse.

Ainda sobre a notícia relacionada ao zagueiro Jorge Felipe, Emanuel Bernardes acredita que a informação foi ideia do presidente-executivo do CRB, Marcos Barbosa, com o objetivo de desestabilizar o CSA.

Para evitar que estas notícias falsas que a qualquer momento podem viralizar nas redes sociais, Emanuel Bernardes orienta que a diretoria do CSA precisa estar atenta ao que acontece nos bastidores para evitar desgastes e tumulto. “Creio que de alguém desesperado quando vê que o trabalho está dando certo e o único jeito de tumultuar o ambiente é plantando essas coisas”, disse.

 

futebol virtual2

Arte (Rodrigues)

 

Crônica esportiva vê o bastidor virtual mais forte do que o real

Para saber como a crônica esportiva lida com o bastidor virtual, a reportagem entrevistou os radialistas Thiago Omena, que é setorista do CSA, e Rodrigo Veridiano, setorista do CRB. Eles falaram como não se “contaminar” com a viralização de notícias falsas. Os dois disseram ainda que as fakes são criadas por torcedores, dirigentes e até profissionais da área de comunicação. Confira a entrevista com os dois radialistas:

Radialista Thiago Omena

Omena

O DIA MAIS –   Como você consegue identificar uma notícia falsa?

O DIA MAIS – A notícia falsa tem sido um problema para os clubes?

O DIA MAIS – As notícias falsas são criadas por torcedores ou dirigentes de clubes?

 

Radialista Rodrigo Veridiano

VERIDIANO

O DIA MAIS – Como você consegue identificar uma notícia falsa?

O DIA MAIS –  A notícia falsa tem sido um problema para os clubes?

O DIA MAIS –  As notícias falsas são criadas por torcedores ou dirigentes de clubes?

 


Comentar usando