Flimar apresenta programação diversificada com literatura e música popular

Mariana Lima - repórter / 4:03 - 23/08/2016


Já em ritmo de contagem regressiva, a Festa Literária de Marechal Deodoro (Flimar) teve a programação apresentada durante café da manhã nesta terça (23), com várias homenagens e referência a seu idealizador, Carlito Lima, também secretário de Cultura de Marechal Deodoro, que já prometeu uma “festa literária muito musical e folclórica, uma coisa bem anárquica”.

A empolgação de Carlito refere-se aos espaços diários nessa 7ª edição da Flimar – que esse ano acontece mais cedo, de 31 de agosto a 03 de setembro – reservado à apresentação de folguedos a partir das 16h e as filarmônicas de Marechal, tocando na rua a partir das 19h. Para fechar o dia de palestras e mesas redondas, o quintal da Casa Museu de Marechal Deodoro vai contar com saraus até altas horas da noite.

Foto: Cacá Santiago

Foto: Cacá Santiago

“A partir das 16h vamos ter vários folguedos passando pela Praça Pedro Paulino. Vai ter boi, vai ter chegança, tudo junto, uma coisa bem anárquica, todo mundo passando ali. Vamos ter programação e atrações para todos os gostos. E todas as idades, com a nossa Flimarzinha e a Flimar Jovem”, disse Carlito Lima.

A organização espera 32 mil pessoas em Marechal Deodoro durante a Flimar, porém Carlito ainda fez um convite para que as pessoas abandonem algumas resistências e abracem essa grande festa da cultura.

“Às vezes as pessoas ficam meio intimidadas, vendo uma festa literária, então só vai ter assunto difícil, mas não! Teremos muita música, teatro, até cinema, com a apresentação do documentário de Jorge de Oliveira sobre a nossa homenageada, Nise da Silveira. Fagner, nosso outro homenageado, já nos ligou e disse que estará os quatro dias conosco, acompanhando a programação”, convidou.

Foto: Cacá Santiago

Foto: Cacá Santiago

Parceria com o estado

A programação da Flimar foi apresentada no Museu Palácio Floriano Peixoto (MUPA), reforçando a parceira iniciada em 2015 com o Governo de Alagoas, à qual o prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, agradeceu mencionando o governador Renan Filho, “que apoia a ideia da Flimar desde que era deputado federal, ainda”.

O prefeito, contudo, não poupou elogios ao “guerreiro e visionário” Carlito Lima, que preparou e consolidou não só a Flimar no município, mas toda a revitalização da área histórica de Marechal Deodoro, enquanto secretário municipal de Cultura.

Foto: Cacá Santiago

Foto: Cacá Santiago

“É uma satisfação gigantesca saber que há sete, oito anos, nós implantamos não só o suporte de infraestrutura que o nosso município precisava, mas também nos dedicamos aos casarios, restaurar nossos museus, igrejas, o convento, deixando tudo pronto para que pudéssemos realizar essa grande festa literária. E eu não teria conseguido nada disso sem o empenho deste visionário que é Carlito Lima”, disse Cristiano Matheus.

De acordo com a secretária de Cultura, Mellina Freitas, a Flimar está inserida na política de estímulo à leitura que o Estado implanta, porém se encaixa, também, na criação de mais um atrativo turístico para Alagoas, que tem inserido cada vez mais suas atrações culturais ao roteiro de sol e praia habitual.

Foto: Cacá Santiago

Foto: Cacá Santiago

“Temos feito um trabalho integrado com a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) para além do turismo, pois a cultura é também um instrumento para o desenvolvimento social e econômico. É uma ação que coloca mais uma vertente para o turismo alagoano e com um público qualificado”, declarou a secretária Mellina.

Entre os patrocinadores da Flimar na iniciativa privada, ainda constam Braskem, Sebrae e Caixa Econômica, parceiros desde os primeiros anos de evento.

Toda programação da Flimar pode ser conferida no site:http://festaliteraria.wixsite.com/7flimar.

 


Comentar usando