Fazenda diz ter parado ‘muita coisa’ por causa do teto de gastos

ESTADÃO CONTEÚDO / 4:51 - 07/12/2017

Regra do teto tem sido usada para evitar aumentos de gastos gerados por demandas de parlamentares


chefe da Assessoria Especial de Reformas Microeconômicas do Ministério da Fazenda, João Manoel Pinho, defendeu nesta quinta-feira, 7, a regra do teto de gastos públicos do governo federal. Segundo Pinho, a regra do teto tem sido usada para evitar aumentos de gastos gerados por demandas de parlamentares.

“A gente já conseguiu parar muita coisa no Congresso porque argumenta que, com o teto, terá de tirar de outro lugar. Esse argumento é o melhor que tem”, afirmou Pinho, em palestra no “II Fórum: a mudança do papel do Estado: estratégias para o crescimento”, promovido pela Fundação Getulio Vargas, em parceria com a Universidade Columbia.

O secretário deu as declarações após o economista norte-americano Albert Fishlow, professor emérito da Universidade Columbia, criticar o mecanismo do teto pelo prazo de 20 anos, lembrando que a maioria dos países sequer sabe o que ocorrerá daqui a cinco anos. Com informações do Estadão Conteúdo.


Comentar usando