Bom Dia!, Domingo - 20 de Maio de 2018

 

Comercialização do artesanato alagoano supera 600 mil em 2017

Agência Alagoas / 11:42 - 04/01/2018

Crescimento é resultado do Projeto Alagoas Feita à Mão, que fomenta a exposição da diversidade do artesanato do Estado em feiras e eventos pelo Brasil


O êxito das medidas do Governo do Estado refletem na importância do ano de 2017 para o artesanato alagoano. Através do projeto Alagoas Feita à Mão, que incentiva e fortalece a cultura e o empreendedorismo artesanal local, foram comercializados 626.533 mil reais em feiras e eventos ao redor do país.

Impulsionar a prática artesanal por meio da regulamentação de profissionais e sua valorização como parte da cultura estadual tem surtido efeito na expansão de produtos e na renda de mestres e artesãos. O incentivo consolida e destaca a atividade como geradora de emprego, além de destacar a cultura popular de Alagoas.

592e6e7a777d58515223fdf94aaca0fd_L

Para Maria Corá, artesã vinculada ao Alagoas Feita à Mão há 3 anos, o projeto coopera para a emancipação financeira e reconhecimento de profissionais do ramo. “Eu, como artesã, tenho visto uma atenção maior na relação com os profissionais, pois agora encontramos apoio. Participei da Fenearte em Olinda e do projeto em comemoração aos 200 anos de Alagoas. Minha arrecadação foi ótima e os eventos me possibilitam ter a minha arte reconhecida entre os alagoanos”, explicou Maria Corá.

A Feira Nacional do Artesanato (Fenearte), realizada em Pernambuco, e a Feira Nacional de Belo Horizonte, em Minas Gerais, estão entre os principais eventos que contam com a participação de artesãos alagoanos, onde a diversidade em tipologias e peças são destaque entre os visitantes.

Pensando em fortalecer a parceria entre o Governo e os artesãos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) é a representante Estadual do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), responsável pela emissão da carteira do artesão, documento que reconhece o profissional e garante a isenção do ICMS na emissão de notas fiscais avulsas.

Além das feiras nacionais, a Sedetur viabiliza a comercialização dos produtos em eventos locais, como a Virada Cultural, que aconteceu em setembro e festejou os 200 anos de Alagoas; o 3º Festival Pôr do Sol Cultural e a exposição Alagoas Feita à Mão, realizados no mês de outubro. O Caminhão-Loja Itinerante também já é levado, tradicionalmente, para receber os dos turistas que chegam ao Porto de Maceió durante a temporada de navios.

Alagoas Feita à Mão

O Programa Alagoas Feita à Mão estrutura ações voltadas à valorização e comercialização do artesanato. No programa, existem ações como: abertura de editais para participação em feiras e eventos; Sinalização das oficinas e ateliês dos profissionais de diversos municípios, para identificar como espaço de produção artesanal; Lançamento da linha de presentes institucionais; dentre outros.

“O que vemos hoje é um Governo do Estado comprometido em garantir uma vida mais digna para todos, através da geração de emprego e renda. Para isso, é essencial o apoio aos profissionais através de ações que fomentem sua produção e comercialização”, destacou  Rafael Brito.

 

 

 


Comentar usando