Boa Tarde!, Quinta-Feira - 15 de Novembro de 2018

 

Amistosos de Seleções – Brasil goleia El Salvador por 5×0

/ 11:47 - 11/09/2018


RESUMÃO

  • O JOGO

    A expectativa por uma vitória fácil se confirmou. Diante de um rival inofensivo, a Seleção não teve qualquer dificuldade para golear El Salvador por 5 a 0 nesta terça-feira, em Washington, nos Estados Unidos. E fica até difícil chamar de teste o segundo amistoso do Brasil após a Copa do Mundo. Parecia mais uma brincadeira de criança. Neymar, Philippe Coutinho, Marquinhos e Richarlison (duas vezes) marcaram os gols da vitória. O camisa 10 ainda deu três assistências. Mas certo é que, fraqueza do rival à parte, Richarlison foi quem mais aproveitou a data Fifa: fora da lista inicial (foi chamado após o corte de Pedro), recebeu elogios de Tite, marcou duas vezes em apenas duas finalizações e fez (claro!) a já famosa ”Dança do Pombo” em terras americanas.

    DESTAQUE

    90 MINUTOS

    Não deu nem para chamar de teste. A diferença técnica da Seleção para El Salvador é enorme. Em 30 minutos, o Brasil já vencia por 3 a 0, gols de Neymar, Richarlison e Philippe Coutinho. Foi um verdadeiro massacre. Diante de um adversário que ocupa apenas a 72ª posição do ranking da Fifa, a equipe de Tite não foi exigida mesmo com seis mudanças em relação à vitória sobre os Estados Unidos. Fica difícil até avaliar o que dá para tirar da atuação dos novatos como Éder Militão, Arthur, Richarlison, Lucas Paquetá, Everton e Andreas Pereira.

    No segundo tempo, as várias mudanças desentrosaram a Seleção. Mas a superioridade continuou evidente. Richarlison fez mais um, enquanto Éverton perdeu duas grandes chances: parou na trave e no goleiro Hernández. Sem ser ameaçado, Tite aproveitou até para observar Marquinhos na direita e Éder Militão como zagueiro. Testou também um meio-campo mais leve com Arthur, Fred e Philippe Coutinho no início da etapa final. No fim, Marquinhos fechou o placar de cabeça. Resta saber o que o treinador vai conseguir tirar desse amistoso de olho na renovação da equipe para o primeiro compromisso oficial após o Mundial: a Copa América de 2019.

    ESTREIA (COMO TITULAR) DOS SONHOS

    Em sua primeira partida como titular da Seleção, Richarlison demorou apenas dois minutos para sofrer um pênalti. E 31 para balançar a rede pela primeira vez. E foi um golaço: o atacante recebeu de Neymar na entrada da área e acertou o ângulo do goleiro Hernández. No segundo tempo, o camisa 9 fez mais um. Uma noite inesquecível com duas ”danças do pombo” para o jovem de 21 anos.

     

     com GloboEsporte

     


Comentar usando